Esculpida entre o mar e a serra, no entrelaçar de dois rios, o Alcoa e o Baça, jaz Alcobaça. Por muitos conhecida como terra do amor, por albergar os restos de uma das maiores histórias de amor portuguesas, Alcobaça estende-se no seu imenso verde, na liberdade do seu mar, e na altivez da sua serra. É a comunhão entre dois mundos distintos que se juntam à história e à cultura para criar uma inigualável beleza, que roubará o teu coração e o deixará, sem dúvida, cheio de amor. Como diz a música “quem passa por Alcobaça, não passa sem lá voltar”. Então, voltas lá connosco?

Comecemos numa vila pitoresca, onde reina o sossego e o cheiro a mar: S. Marinho do Porto. Conhecido pela sua baía de água parada e areias brancas, S. Martinho do Porto oferece tranquilidade a quem a procura. Do seu miradouro terás vistas únicas sobre a baía e a vila, e lá de baixo, podes caminhar as suas margens de um lado ao outro, até encontrares Salir do Porto.

Daí, parte até à Serra de Aire e Candeeiros. Encontrarás de tudo o melhor que uma serra pode oferecer, desde trilhos, a grutas, passando por lagoas e até pegadas de dinossauros. É um lugar único em Portugal, que merece muito a tua atenção, principalmente se no teu gap year quiseres aprender mais sobre geologia.

Partindo até ao coração do concelho, encontrarás, então, a cidade de Alcobaça. Do jardim do amor, ao castelo em ruínas, terminando no mosteiro, Alcobaça não te desiludirá. Não percas um saltinho aos túmulos de D. Pedro e D. Inês de Castro, assim como à grandiosa chaminé da cozinha do mosteiro. Quando te cansares, as esplanadas em frente ao mosteiro irão abrigar-te do calor com uma vista ímpar. Já que lá estás, certifica-te de que não perdes os famosos doces conventuais da pastelaria Alcôa (recomendo muito a cornucópia, vai valer as calorias, confia!).

Doces conventuais de Alcobaça
Doces conventuais de Alcobaça créditos: Catarina Cipriano

Aqui é, também, obrigatório que proves a maçã de Alcobaça. Podes até ir buscá-la diretamente à macieira! Aproveita a simplicidade das aldeias em volta da cidade, respira bem o ar fresco que oferecem, descansa junto aos riachos e aos parques de piquenique que a zona oferece. Numa pequena aldeia, chamada Alpedriz, poderás descansar à sombra das árvores, junto a uma pequenina praia fluvial, com duas nascentes da água mais pura que alguma vez irás ver. Lá perto, em Pataias, não percas uma voltinha pela lagoa, observa os patinhos e descansa na calma das suas margens.

Acabando como começou, certifica-te de que não perdes o que, para mim, é o melhor de Alcobaça: as praias do norte do concelho. Desde Paredes da Vitória, ao Vale Furado, passando pela Polvoeira e Água de Madeiros, irás encontrar praias quase intocáveis, onde o mar se revolta numa brusquidão única e numa beleza inigualável. Uma extensão imensa de praias de areia branca e mar azul. Se o surf te interessa, este sítio foi feito para ti. Encontrarás escolas de surf, caso te queiras iniciar, e ondas espetaculares, caso já pratiques. Podes também fazer parapente e dar umas boas caminhadas ao longo da costa.

Praia do Vale Furado
Praia do Vale Furado créditos: Carolina R. de Sousa

Como gostamos de enfatizar, contudo, um gap year inclui muito mais que paisagens bonitas. Numa zona tão especial, tenta contribuir oferecendo o melhor de ti. Voluntaria-te e dá de volta a uma comunidade que certamente te acolherá com um sorriso no rosto e de mãos estendidas. É que, o melhor que vais encontrar serão certamente as pessoas. Com isso em mente, procura um programa que se adeque a ti. Tens várias opções, como a Refood, ou a Gapa, um canil onde não encontrarás senão amor e muitos amiguinhos à espera do teu tempo.

Alcobaça promete amor, e nós prometemos-te que ficarás eternamente apaixonado/a por esta região. Então, já preparaste a mochila?

Texto por: Carolina R. de Sousa

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.