Sarzedas faz parte da rede das Aldeias de Xisto e fica num dos extremos do concelho de Castelo Branco.

Algumas habitações foram caiadas de branco e os vestígios do xisto são poucos. Está presente nas casas mais antigas e algumas para fins agrícolas.

Sarzedas
Casas de granito numa das ruas créditos: Who Trips

Na rua principal da área mais antiga destacam-se as casas de granito. Eram de gente com mais posses ou de instituições locais ou religiosas.

Sarzedas
Igreja Matriz créditos: Who Trips

No presente o património que mais se destaca é o religioso. Distante da vila já vemos a torre do campanário que está separado da igreja Matriz.

Sarzedas
Os sinos do campanário créditos: Who Trips

Está no alto de um morro e os três sinos marcam o ritmo da comunidade. Pode-se subir ao alto do campanário e vê-se o casario e o horizonte com linhas determinadas por várias serras, das quais se destacam a Gardunha e a Serra da Estrela.

Sarzedas
Vista para as serras do alto do campanário créditos: Who Trips

A igreja da Misericórdia é mais pequena do que a Matriz e é de estilo barroco. Tem um ambiente muito acolhedor. O teto de madeira azul e os tons suaves da talha dourada revelam a sua origem que deverá ser do século XVIII.

Sarzedas
Interior da igreja da Misericórdia créditos: Who Trips

A igreja da Misericórdia está no largo principal. Onde antes se afirmava Sarzedas como sede de concelho. Tem o Pelourinho que está classificado como Imóvel de Interesse Público. A estrutura em granito tem quatro ferros e ao longo da coluna várias meias esferas.

Sarzedas
Pelourinho créditos: Who Trips

O que existe não é o original do século XVI. Foi destruído no final do século XIX e na reconstrução foram aproveitadas algumas partes originais.

O edifício da Câmara e a prisão ficavam ao lado, o que depois foi aproveitado para actividades associativas e culturais, como por exemplo um teatro. Conforme nos foi contado por José Fernandes, a aldeia chegou a ter duas bandas de música mas a emigração quase tudo levou. São poucos os residentes.

Sarzedas
Centro de BTT créditos: Who Trips

A via romana ainda atravessa Sarzedas e do outro lado da povoação o ponto de passagem é um centro de BTT. Próximo da aldeia há a praia fluvial do Sesmo.

Sarzedas
créditos: Who Trips

Quem prefirir um passeio mais curto pode ir à Fonte da Vila. A sua origem remontam ao final do século XVIII e a construção em cantaria que permanece até aos dias de hoje é de 1875, segundo inscrição numa das pedras. A nascente é de água e de paixões, algumas clandestinas, outras que deram em namoro. A fonte está num lugar muito discreto, no fundo de uma ladeira.

Sarzedas
Habitantes de Sarzedas créditos: Who Trips

Sarzedas entre a via romana e o centro de BTT faz parte do programa da Antena1, Vou Ali e Já Venho, e pode ouvir aqui.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.