Partimos com destino a Uzundere com o objetivo de descobrir as belezas naturais da província de Erzurum. Pelo caminho, paramos em algumas das pequenas aldeias que embelezavam o longo e silencioso caminho montanhoso.

Foram cerca de 100 quilómetros até ao destino final e, assim que começamos a avistar as águas do Tortum Gölü, percebemos que cada quilómetro percorrido tinha valido a pena. Entre a paisagem árida da montanha, o lago acena-nos com a sua cor viva azul-esverdeada.

Apreciamos a beleza deste lago a partir do Cem Seyir Terası, uma plataforma de vidro pouco aconselhável para quem sofre de vertigens. É que a plataforma estende-se para o Tortum Gölü a partir do topo de um penhasco junto à estrada. Para além de nos oferecer uma vista incrível deste lago magnífico, impressiona também pela altitude.

Cem Seyir Terası

Seguimos para a cascata de Tortum, que, tal como o lago, nasceu de um deslizamento de terra em meados de 1700 e é, com os 48 metros de altura, é uma das cascatas mais altas da Turquia. Aqui, encontramos uma cascata parcialmente congelada cuja beleza impacta. Se entre a paisagem seca ao redor, o som da água a cair entre a que congelou dá-nos vida, imaginem o quanto não hipnotiza o azul-turquesa do lago criado na parte inferior da cascata.

Percorra a fotogaleria para descobrir os tesouros de Erzurum:

Almoçamos no Tortum Golu Sirince Tesisleri, onde, para além de existir um restaurante, é possível usufruir de experiências únicas como fazer uma refeição com a cara-metade no zipline romântico, que é uma espécie de teleférico à manivela, cuja decoração é inspirada no amor e que atravessa o lago enquanto se está a comer. Os solteiros, ou quem, simplesmente, quer mais adrenalina, tem uma tirolesa ao dispor que também atravessa o lago. Há ainda um baloiço para apreciar a majestosa paisagem ao redor.

Devido às condições meteorológicas, que previam uma tempestade de neve, não tivemos oportunidade de conhecer a “terra das fadas vermelhas" (Narman Red Fairy Chimneys), que é também conhecida como a "Capadócia do Oriente". Embora não tenhamos visto com os nossos próprios olhos, acreditamos que, existindo a oportunidade, vale a pena conhecer.

Narman Red Fairy Chimneys
créditos: DR

COVID-19: é seguro viajar agora para a Turquia?

Se há coisa que aprendemos com a pandemia é que nada é certo, assim, antes de começar a planear a sua viagem, o melhor é consultar o programa “Turismo Seguro” da Turquia aqui.

O programa “Turismo Seguro” da Turquia abrange a área da hotelaria, restauração e transporte. Este programa inclui medidas básicas que visam a higiene e distanciamento social em todas as fases da viagem, tal como outras que procuram proporcionar um ambiente seguro e saudável.

Na Turquia, hotéis com capacidade igual ou superior a 30 quartos devem ter o certificado “Safe Tourism”. Quem quiser pode consultar a lista de hotéis certificados aqui.

Para além disto e como parte deste programa de Turismo Seguro, os turistas estrangeiros na Turquia podem fazer o teste PCR em hotéis com 30 ou mais quartos, mediante solicitação.

O governo turco introduziu ainda um sistema de seguro que cobre a COVID-19 para turistas estrangeiros. O plano de proteção de turista e apoio ao seguro da Turquia cobre todos os aspetos da viagem, do avião ao aeroporto, a transfers e hotéis. Uma das medidas anunciadas são pacotes de seguros que cobrem despesas médicas até 7.000 euros que são vendidos por companhias aéreas, operadores turísticos e online. Para mais informação sobre o seguro de saúde para a COVID-19 da Turquia, clique aqui.

Se procura informação sobre vistos e dicas práticas para visitar a Turquia, leia este artigo.

*O SAPO Viagens visitou Erzurum a convite da Agência de Promoção e Desenvolvimento Turístico da Turquia

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.