Os Doces do Freixo – Casa dos Lenteirões venceram, esta quarta-feira, o título de “Best Family-Run Pastry Business Portugal” nos Global Hospitality Awards da Lux Life Magazine (Reino Unido).

Bicentenário celebrado no ano passado, negócio familiar, de geração em geração, e modus operandi durante a pandemia de covid-19 foram elementos fundamentais para a decisão do júri.

A revista de lifestyle britânica, reconhece, anualmente, o que de melhor se faz no setor da hospitalidade, restauração e turismo em todo o mundo. A edição deste ano teve em conta e especial atenção o contexto e o cenário pandémico que todos vivemos atualmente.

Para celebrar o prémio, os Doces do Freixo lançaram uma loja online, em www.docesdofreixo.pt, fazendo envios para todo o Portugal continental.

Entre na galeria mais doce para conhecer esta pastelaria:

A especialidade são as famosas Fatias do Freixo, uma iguaria que o rei D. Luís I exigia ter nos seus banquetes

Os Doces do Freixo, originários de Marco de Canaveses, comemoraram, em 2019, duzentos anos de História. A tradição secular presente na receita original dos Doces do Freixo passou de geração em geração e manteve-se fiel até aos dias de hoje.

A data simbólica não passou despercebida e estes doces integraram no ano transato a emissão-base filatélica dos CTT - Correios de Portugal, numa edição dedicada aos ‘Doces Tradicionais de Portugal’. As Fatias do Freixo são representadas no terceiro grupo de selos autoadesivos para envios na Europa.

Além disso, as Fatias do Freixo, receberam em abril de 2019, o Selo de Doce Oficial Nomeado às 7 Maravilhas Doces de Portugal, a competição que elege os marcos gastronómicos do nosso país.

Nas mesas da Páscoa e de Natal é já comum encontrarem-se Doces do Freixo, típicos da região Norte do país, mais especificamente do Baixo Tâmega.

Os Doces do Freixo são os únicos doces regionais de Marco de Canaveses com verdadeira tradição histórica

A Casa dos Lenteirões, onde são confecionados, iniciou a sua nobre atividade gastronómica em 1819. Desde então, tem apostado em manter todos os produtos originais, sem alterações, com a verdadeira qualidade artesanal e regional que se espera da doçaria de origem conventual, representante oficial do concelho.

Os produtos utilizados na confecção dos Doces do Freixo são todos naturais, sendo estes mais de cinquenta por cento, produtos oriundos da região e de produtores da zona.

Há cerca de dois séculos que a tradição e os costumes desta casa ficam no seio familiar e passam de geração em geração. Maria Helena Vieira da Silva é a matriarca desta família e a grande responsável pela continuidade deste manjar dos Deuses.

Localizada entre o Rio Tâmega e a cidade romana de Tongobriga, a Casa dos Lenteirões é hoje o ponto de encontro de vários locais e turistas que por ali passam.

A especialidade são as famosas Fatias do Freixo, uma iguaria que o rei D. Luís I exigia ter nos seus banquetes. Além das Fatias, os Doces do Freixo produzem ainda cavacas, biscoitos, pão-de-ló, pão-de-ló húmido, bolo-rei, rolos (vulgarmente conhecidas como tortas) e bolos de gema, com toda a qualidade e rigor.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.