Gentilmente alteraram-nos a reserva para as 21h30, afinal, tínhamos chegado de uma viagem atribulada e com alguns atrasos. Assim, conseguimos  “subir” ao quarto, descansar um pouco e refrescar, estava um calor infernal em Madrid.

Entrámos no restaurante CEBO com muita curiosidade e expetativa. Fomos conduzidos pelo “Primer Maître” Yassine Khazzari, um artista na arte de saber receber. Informou-nos de imediato que iriamos desfrutar do menu Somos CEBO, uma incrível viagem por 16 pratos do Chef Aurelio Morales, acompanhados por uma fina seleção de vinhos “Somos Vino”.

A ementa é apresentada em duas folhas, uma num papel vegetal onde consta o nome dos pratos que compõem o menu, uma segunda com todos os ingredientes de cada prato identificados e desenhados à mão pelo Chef, simplesmente brilhante.

CEBO pode ser livremente traduzido para português, como “o isco” e, de facto, depois de lá passarmos as nossas referências relativamente à alta gastronomia ficam num nível estratosférico, marcadas para sempre por este maravilhoso “isco” CEBO Madrid.

Começámos com uma degustação de três tipos de azeite, todos extra virgem de Jaén de Castillo de Canena, uma empresa familiar com tradição na produção desta iguaria desde 1780. A introdução perfeita para o frenesim de alta gastronomia que nos esperava.

A cozinha do Chef Aurelio Morales prima pelo sabor. Todos os pratos são baseados num ingrediente estrela, os seus acompanhamentos apenas potenciam o sabor sem o desvirtuar, foi assim a nossa viagem pelos 16 pratos.

A apresentação genial não nos distrai do essencial que é o sabor, e, neste campo, destacamos dois dos nossos favoritos:

Menestra "Sunomono" com camarão “Quisquilla” do mediterrâneo: Menestra é um tipo de guisado/ensopado característico de Espanha e feito essencialmente de verduras, o “Sunomono” é uma deliciosa salada japonesa de pepino. O prato é composto por uma alcachofra fermentada, um creme de couve-flor, vinagre de couve-flor (roxo), um creme de legumes e outro elaborado com base num consommé de camarão “Quisquilla” e nas suas ovas azuis. Por fim, leva uns camarões (Quisquilla) no ponto e um sorbet de “Suonomono”.

Arroz de Alicante “Salmorreta”:  Salmorreta é um molho típico de Alicante (alho, pimento “ñora” e tomate). Servido num crocante que simula um taco recheado com arroz de Sépia (molusco). Finalizado com uns cubos de Sépia, maionese de alho, alguns rebentos e tinta de Sépia. Para comer à mão e com um sabor maravilhoso!
As sobremesas foram ótimas, assim como o surpreendente carrinho de chá (Naturais, sem teína, com ervas aromáticas, especiarias, flores e frutos).
Nos vinhos fomos brindados pelo menu “Somos Vino”, uma fina seleção onde destacamos por motivos óbvios, o Tinto Vulcânico, proveniente dos Açores e o Moscatel de Setúbal.

Uma palavra final para toda a equipa CEBO, simpática e organizada, uma perfeita orquestra afinadíssima. Destaque para o fantástico Somellier Jacinto e para a Bianca que nos acompanhou durante toda esta viagem gastronómica.

Ficámos fãns do restaurante CEBO Madrid e do Chef Aurelio Morales, vamos acompanhar o seu trabalho e certamente voltar.


Informação:
Restaurante CEBO
HOTEL URBAN 5*GL
Carrera de San Jerónimo, 34
28014 – Madrid
Teléfono: (+34) 917 877 780
Mail: cebo@derbyhotels.com

Acompanhe as nossas aventuras no Instagram Viagensa4

Artigo originalmente publicado no blogue Viagensa4

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.