Nós já viajámos pelos 4 cantos do mundo com os nossos filhos e estas são algumas das nossas dicas básicas.

1. Dê-lhes liberdade, autonomia e muito mundo

Começamos este pequeno guia pelo ponto que consideramos mais importante, do qual mais nos orgulhamos e uma das razões que nos leva a viajar cada vez mais com os nosso filhos.

Frequentemente referimos que partimos para uma grande viagem com uns filhos e trazemos outros mais crescidos, responsáveis, autónomos, tolerantes e com uma capacidade de olhar e resolver problemas completamente diferente.

Comungamos da ideia que o melhor que podemos dar aos nossos filhos é mundo, é também esse mundo que os abastece de diferentes ferramentas, culturas, ângulos de visão, experiências culturais e gastronómicas, diversas línguas e uma autonomia cada vez maior.

A cada viagem ficamos mais coesos enquanto família e é com muito orgulho que constatamos que seja na Ásia, África, América, Europa ou Oceânia, os nossos filhos não procuram a diferença, mas sim aquilo que nos une enquanto seres humanos, e isso (para nós) é o mais importante.

Viajar com crianças não é assim tão complicado: 5 dicas essenciais
créditos: VIAGENSA4

2. A escolha do destino

Torna-se essencial pesquisar sobre o destino, a estrutura hoteleira, a resposta em termos de saúde, transportes, a cultura e o clima, este último decisivo na quantidade e tipo de vestuário a transportar.

Onde ficar: Uma boa localização é essencial, de preferência central, já que pode evitar longas deslocações, maximizar o seu tempo e evitar dores de cabeça com os mais pequenos.

3. Prepare os miúdos para viajar e para o destino

Sempre que viajamos com os nossos filhos procuramos envolvê-los nos preparativos da viagem, por mais pequenos que sejam, acredite, eles vão guardar muitas memórias, são mais atentos e perspicazes do que imaginamos.

Utilizamos recorrentemente as viagens de carro ou a hora das refeições para falarmos sobre a língua, alimentação e cultura que podem encontrar no destino a visitar.

Mostramos imagens e artigos dos locais a visitar, desta forma eles ficam imediatamente envolvidos.

Viajar com crianças não é assim tão complicado: 5 dicas essenciais
créditos: VIAGENSA4

4. Escolha criteriosamente o itinerário

Tempos de viagem longos, falta de entretenimento e desconforto durante os percursos são os principais fatores negativos.

Evite, sempre que possível, escalas longas e em grande número. Informe-se sobre o entretenimento a bordo (caso viaje de avião) e nunca, mas mesmo nunca, se esqueça do peluche, jogo ou atividade favorita do mais pequeno, pode ser um grande aliado em situação de crise.

5. Não sobrecarregue seu itinerário, permita que todos escolham uma atividade, descomplique!

Se vai visitar Paris pela primeira vez, pode ser tentador colocar a Torre Eiffel, o Louvre, o Musée D'Orsay, o Trocadero e ainda tentar arrastar os miúdos para os famosos restaurantes de alta gastronomia francesa, certo?

Planear um itinerário com quantidades insanas de atividade, ou reservar algumas onde pode não se sentir bem com crianças, é um dos erros mais comuns.

Descomplique, não precisa de ver tudo o que um destino tem para oferecer na mesma viagem.

Respeite os tempos e gostos de toda a família, vai correr tudo bem melhor.

Esperamos que estas dicas sirvam de inspiração, e que viagem…viagem muito!

Acompanhe as nossas aventuras no Instagram Viagensa4

Artigo originalmente publicado no blogue Viagensa4

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.