O hotel Milchbar Zurique oferece uma estadia para duas pessoas, com pequeno-almoço incluído (e uma garrafa de champanhe) e a certeza de que não vai ouvir o hóspede no quarto ao lado. Simplesmente porque não hóspede ou quarto ao lado. Este é o menor hotel não só da cidade de Zurique, mas de toda a Suíça. O hotel está localizado no primeiro andar de um edifício histórico no centro (Kappelergasse, 16, 1º distrito), a poucos passos da Bahnhofstrasse, a principal rua comercial da cidade e uma das mais caras e exclusivas do mundo.

O quarto tem uma particularidade: não tem preço. Para passar aqui a noite, precisa ganhar um leilão online. O modus operandi é o seguinte: depois de entrar no site do hotel, escolhe a data ou as datas em que deseja permanecer e começa a fazer a sua aposta. O custo mínimo é de 299 francos suíços (cerca de 260 euros) e cada incremento deve ser de 10 francos. Outra opção é licitar com um valor superior desde o início. O leilão termina à meia-noite do sétimo dia antes da data de ocupação.

O modelo de negócio é uma criação de Michel Péclard, um importante empresário local que possui a cadeia de restaurantes com o mesmo nome do hotel boutique. "Sempre tive o sonho de ter o meu próprio hotel e cumpri-o, mesmo que seja com um só quarto", explica Péclard. O alojamento tem mais peculiaridades, já que é uma "obra de arte habitável", concebido pelo artista Max Zuber para que o hóspede se sinta como se estivesse a dormir dentro de uma pintura ou de uma escultura.

Para fazer isso, o artista cobriu uma das paredes com pinturas de alusões mágicas e metafóricas que são refletidas num espelho. "O objetivo é que não queira sair daqui porque entra num estado de devaneio único", como o próprio Zuber argumenta. O colchão de penas aconchegante e os detalhes que povoam a sala, como as lâmpadas elegantes em forma de borboleta ou as delícias gastronómicas, fazem com que não queira ir embora.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.