Finalmente cheguei ao topo da Torre dos Clérigos. Acho que os dedos das minhas duas mãos são suficientes para contar as vezes que fui ao Porto durante toda a minha vida. E na grande maioria dessas vezes fui com pouca disponibilidade para passeios. Ou seja, conheço mal a cidade.

Mas se há coisa que sempre ouvi falar no Porto foi da Torre dos Clérigos. O tal ex-libris da cidade que visitei agora pela primeira vez.

É um monumento imponente e incontornável na história da cidade, também muito envolvido na disposição arquitectónica e no ritmo próprio da Invicta.

Confesso que comecei a contar os degraus por várias vezes mas distraí-me, por várias vezes, com a paisagem por isso depois tive de ir pesquisar: são 240 degraus para aceder ao topo da Torre dos Clérigos.

Claro que os mais pequeninos e os carrinhos não sobem a escada em espiral e os 76 metros da torre, mas para os miúdos mais velhos é um excelente programa para gastar energias.

E depois a paisagem 360º graus lá de cima é realmente fantástica. Não deixa ninguém indiferente! E dá para ficar com uma perspectiva geral das várias facetas desta bonita cidade do Norte de Portugal.

Torre dos Clérigos, os miúdos vão gostar de subir
créditos: Viajar em Família

A Torre dos Clérigos é a torre sineira que integra a Igreja dos Clérigos e já foi o edifício mais alto de Portugal. De lá de cima eu consegui deslumbrar uma amplitude, uma liberdade especiais.

É de arquitectura barroca, tem mais de 250 anos e obra do mesmo arquitecto - Nicolau Nasoni - que os Obeliscos na entrada do Jardim do Passeio Alegre.

Já funcionou como uma referência à navegação, assim quase como um guia de orientação para os navegadores na entrada da barra do Douro e hoje é um dos monumentos mais visitados da cidade.

O mesmo bilhete de entrada também dá direito a visitar exposições e a Igreja dos Clérigos ali mesmo ao lado.

Torre dos Clérigos, os miúdos vão gostar de subir
créditos: Viajar em Família

Muito perto da Torre dos Clérigos está um agradável espaço verde, o Jardim de João Chagas. Que por ser plano, é fácil manter sempre o contacto visual com os mais pequenos, que podem correr e explorar à vontade.

E para retemperar energias, em frente, está a Praça de Lisboa com os originais jardins suspensos, várias lojas e cafés.

Deixo ainda três conselhos úteis para visitarem a Torre dos Clérigos:

1. Levem agasalho

Porque há várias "janelas abertas" e quando menos se espera lá aparece o vento e o frio para nos lembrar que estamos a fazer uma visita em altura.

2. Vão preparados para encolher barrigas

Só existe uma via de acesso (escadas íngremes e estreitas) ou seja durante a subida e a descida temos de ir intercalando entre passar ou dar passagem aos outros visitantes.

3. Saiam quando ouvirem os sinos tocar

À hora certa, tentem não estar lá em cima pois o som é realmente estridente.


Torre dos Clérigos
Rua de São Filipe de Nery
Porto, Portugal

Preço:
• Adulto - 3 euros
Criança (até 10 anos) - gratuito

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.