Os efeitos da passagem do tempo, da natureza, da negligência e milhares de passos prejudicam a Grande Muralha da China. Depois de uma secção de 700 anos do monumento ter sido reforçada com cimento, as autoridades exigiram que a muralha fosse restaurada com métodos tradicionais.

Os trabalhadores contam com a ajuda de burros para transportar argamassa e água. Os tijolos são de uma parte já colapsada da muralha. O objetivo é que o resultado final seja o mais fiel possível à construção original. Para os trabalhadores no terreno não é um trabalho fácil, embora as vistas sejam de cortar a respiração. Percorra a galeria de fotos e veja.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.