É a primeira vez que a prestigiosa empresa especializada em chocolates e doces de qualidade lança uma oferta tão original, que, depressa, tornou-se viral na internet.

Em geral, este tipo de trabalho é realizado por pessoal interno, mas a Ferrero decidiu envolver pessoas que não trabalham no setor, explicou o grupo italiano quinta-feira, dia 26 de julho.

"Precisamos de 60 provadores para a degustação de produtos de confeitaria", diz o anúncio publicado no site Openjobmetis.

Os 60 provadores terão direito a um curso de formação remunerado com duração de três meses e com o objetivo de educar o olfato e o paladar e melhorar a capacidade de expressar em palavras o que será percebido aquando da degustação.

A ideia foi lançada pelo setor de investigação e desenvolvimento da Ferrero, O grupo fundado por Michele Ferrero, um dos homens mais ricos da Itália, produz a Nutella, o Kinder Ovo e a linha Ferrero Rocher.

Foto: AFP

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.