O Parque Nacional Peneda-Gerês é procurado por turistas de todo o país (e do estrangeiro) essencialmente pelas suas paisagens naturais de cortar a respiração repletas de cascatas deslumbrantes e trilhos de caminhada desafiadores. Todos os anos o parque se enche de turistas durante o verão e 2020 o número de visitantes aumentou, muito devido à pandemia e à procura por locais mais isolados e em comunhão com a natureza para passar as férias.

"Em 1500 os portugueses descobriram o Brasil, em 2020 descobriram o Gerês", disse-nos entre risos Manuel Tibo, Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro. O aumento da procura turística fez mesmo com que Terras de Bouro fosse o  segundo concelho do país onde mais cresceu o consumo no verão, ficando apenas atrás de Manteigas.

No entanto, desengane-se quem pensa que o Parque Nacional Peneda-Gerês, e os concelhos que o constituem, são apenas um destino de verão. Há muito mais para descobrir, inclusive à mesa de vários restaurantes que nos dão a conhecer os sabores do único parque nacional do país. Para os descobrir visitamos dois concelhos abrangidos pelo Parque: Terras de Bouro e Montalegre.

Em Terras de Bouro há uma especialidade a não perder: o Cozido à Terras de Bouro, ao qual os habitantes locais chamam modestamente de Feijão com Couves. Uma forma despretensiosa de chamar o prato, já que é ignorada por completo a quantidade infindável de carnes que acompanham o não assim tão modesto Feijão com Couves.

O prato é composto por feijão e couves-galegas (claro está) e por várias carnes de porco. Não existe qualquer tipo de refogado na confecção, sendo as couves cozidas juntamente com as diversas carnes e fumeiro, cuja gordura serve como tempero. O feijão é cozido à parte, juntando-se tudo na mesma travessa para ir à mesa.

Restaurante O Vaticano

Além do Cozido, o cabrito biológico é rei nas mesas da região. Pelas serras do Gerês e da Amarela, os cabritos crescem ao ar livre nos pastos de montanha, não estando sujeitos à contaminação ambiental o que favorece a carne do cabrito em termos de sabor. No restaurante O Vaticano podemos saborear vários pratos regionais, incluindo o cabrito da Serra do Gerês assado no forno, num ambiente familiar e acolhedor.

Se preferir "petiscar", pode recriar um típico "lanche dos pastores" com as iguarias do restaurante Petiscos da Bo Gusta, localizado no centro da vila do Gerês. O restaurante tem uma excelente seleção de tapas e também pratos completos com receitas da gastronomia tradicional.

Numa passagem pela Vila do Gerês, não pode deixar provar os Pastéis de Santa Eufémia do Hotel central Jardim, recheados com creme de ovo e côco. A receita foi desenvolvida pelo pai do atual proprietário do hotel e os pastéis foram criados com o principal objetivo de serem oferecidos aos hóspedes. O nome Santa Eufémia é uma homenagem à santa padroeira do Gerês e, atualmente, apenas dois funcionários têm a receita dos pastéis.

Ainda na vila do Gerês e ainda na categoria de "coisas doces", na  Central de Mel Doce Gerês pode encontrar algum do melhor mel da região e ficar a saber mais sobre as diferenças entre o mel produzido de urze, de eucalipto ou multifloral. Além disso, é possível ficar a conhecer todo o processo de produção de mel até estar pronto para venda.

Licor de Mel da Serra do Gerês e Beneditinos

O Licor de Mel da Serra do Gerês e os biscoitos Beneditinos de S. Bento são dois sabores a não perder numa passagem pelo parque nacional, assim como as geleias e biscoitos das Monjas Cistercienses. A pequena comunidade monástica, e única em Portugal, pode ser encontrada junto ao Santuário de São Bento da Porta Aberta. A empresa Sabores do Bosque, que se dedica à produção de pequenos frutos, como mirtilos e framboesas, tem à venda um extenso leque de compotas, mel, chás e outros produtos típicos do Gerês, que vale a pena conhecer.

Já no concelho de Montalegre existem dois excelentes restaurantes onde pode experimentar pratos tradicionais. O Restaurante Retiro do Gerês, fica em Fafião, em pleno Parque e é uma boa opção para quem está a explorar o Fojo do Lobo ou visitar o Miradouro de Fafião a poucos metros do local. O restaurante, localizado no Hostel Retiro do Gerês, dá especial atenção à conjugação entre o vinho e a gastronomia de Barroso.

Casa Albelo do Gerês, Aldeia de Outeiro
Na Casa Albelo do Gerês, na bonita aldeia de Outeiro, pode desfrutar dos melhores pratos regionais, como o cabrito e a posta barrosã, com vista para a bonita paisagem da albufeira da barragem de Paradela. Não deixe de provar o fumeiro de Montalegre, como o presunto e o tradicional Chouriço de Abóbora.
Seja em Terras de Bouro ou Montalegre, em cima da mesa haverá sempre uma iguaria regional para saborear com calma em qualquer momento do ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.