Uma cidade com mais de 15 milhões de habitantes que tem uma vibração especial: do nascer ao pôr do sol, há sempre algo para ver, conhecer e… comprar. Aos que também aproveitam as viagens para encontrar algo especial como recordação ou, simplesmente, adoram ir às compras, Istambul é um destino a ter em conta.

Espalhados pela cidade, existem diversas áreas comerciais que também se afirmam como atrações turísticas. Do tradicional e antigo Grande Bazar ao moderno Zorlu Center, selecionamos cinco paragens obrigatórias para ir às compras enquanto conhece a cidade. Pelo meio, vamos deixando algumas dicas que aprendemos durante a viagem.

1. Grande Bazar

É um dos centros comerciais mais antigos do mundo e é uma das grandes atrações de Istambul, localizado na Península Histórica, a parte mais antiga da cidade e onde encontra a icónica Santa Sofia ou a bela Mesquita Azul.

Cruzar a entrada principal deste grande mercado é fazer também uma viagem pela história, uma vez que estamos perante um sítio que surgiu em 1461, durante a época otomana. O objetivo era construir um mercado para gerar receitas para a Catedral de Santa Sofia, outro marco da cidade. O bazar, rapidamente, transformou-se no centro de comércio mais importante da região, onde se vendiam joias e metais preciosos de todo o mundo.

Grande Bazar
Grande Bazar créditos: TGA

Assim sendo, as joias continuam a ser um dos fortes do Grande Bazar, mas também vai encontrar muitas lojas de tapetes, roupas, carteiras, especiarias, chás, produtos tradicionais da Turquia, antiguidades, entre outros artigos. No meio deste emaranhado comercial (4 mil lojas entre 64 ruas), há cafés e restaurantes onde pode recuperar do bulício. Em 2022, o Grande Bazar recebeu 40 milhões de visitantes.

Prepare-se para andar no meio de multidões e para ser constantemente abordado por vendedores. É melhor já entrar no espaço com aquilo que quer em mente e seguir a regra número um para comprar no Grande Bazar: regatear.

Se é daquelas pessoas que não se sente confortável a regatear e não gosta desta forma de comprar, opte por percorrer as ruas adjacentes ao Grande Bazar, onde vai encontrar lojas com alguns dos produtos vendidos no interior, mas com menos confusão. Se procura joias, pode percorrer a chamada Main Street – a rua que termina na entrada principal do Grande Bazar –, onde estão muitas joalharias de qualidade.

2. Zorlu Center

Do antigo para o moderno, o Zorlu Center recebe-nos com prédios altos, mostrando uma outra faceta de Istambul. Afirma-se como o primeiro espaço na Turquia que reúne área residencial, centro comercial e cultural.

Zorlu Center
Zorlu Center créditos: Ana Oliveira

No que toca à área comercial, os amantes de roupas e artigos de marca vão encontrar aqui um pequeno paraíso, uma vez que o espaço reúne marcas como: Burberry, Dior, Dolce&Gabbana, Fendi, Louis Vuitton, MontBlanc, Prada, Rolex, Saint Laurent, GAP, Gant, H&M, Mango ou Zara. Há para todos os gostos e bolsos.

Para completar o programa, pode ir ver um espetáculo ao Zorlu Performing Arts Center ou jantar num dos restaurantes do complexo que prima pela diversidade gastronómica – da fast food a sabores turcos e internacionais.

Istambul entre o antigo e o moderno: a cidade incomparável que continua a surpreender
Istambul entre o antigo e o moderno: a cidade incomparável que continua a surpreender
Ver artigo

3. Galataport

Um dos sítios que oferece uma vista privilegiada do Bósforo, a zona portuária de Istambul está a renovar-se e a conquistar um lugar cimeiro nos roteiros pela cidade, mesmo para os que não chegam de cruzeiro.

Contudo, já que estamos a falar de cruzeiros, o novo terminal, inaugurado em 2021, é o primeiro terminal de cruzeiros subterrâneo do mundo, o que confere outra experiência a quem o visita. O porto pode acomodar três navios de cruzeiro simultaneamente, o que significa cerca de 15 mil passageiros por dia.

Galataport que fica no bairro de Karaköy está a contribuir para uma mudança na parte mais antiga da cidade como uma nova área de lazer, compras, cultura e gastronomia.

Galataport
Galataport créditos: TGA

Pode visitar um museu (o de Arte Moderna ou o da Universidade Mimar Sinan), passear pela promenade de 1,2 quilómetros com vista para o Bósforo (local imperdível ao pôr do sol) e ir às compras ao renovado Post Office Fashion Galleria, um espaço comercial alojado no que era o antigo posto de correios do porto e que agora alberga tanto marcas mais tradicionais, como outras mais alternativas ou recentes, bem como designers turcos.

A partir dali, quinze minutos de caminhada levam à Torre de Gálata, uma construção medieval que é um museu e um excelente miradouro da cidade.

Istambul: cinco sítios para encontrar um souvenir especial da
Neste mapa, encontra assinalado os lugares referenciados no artigo créditos: SAPO Viagens

4. Bebek

Bebek em turco significa bebé e é uma das zonas residenciais mais charmosas do lado europeu de Istambul. Localizado no bairro de Besiktas, nome de um dos clubes de futebol mais famosos do país, Bebek conserva belas construções de madeira ao estilo otomano do século XIX.

Bebek
Bebek créditos: Alice Barcellos

Ladeado por uma pequena baía natural, onde encontra restaurantes e cafés, ao percorrer a marginal vai apreciar uma vista desafogada para o Bósforo e para o lado asiático da cidade.

Nos últimos tempos, Bebek começou a reunir boutiques de novos designers de joias e roupa, sendo possível encontrar várias lojas num passeio descontraído pela zona.

Recomendamos uma pausa para o almoço no restaurante Mangerie, um pouco escondido (tem de subir algumas escadas para lá chegar), mas que guarda uma bela vista e pratos muito saborosos.

5. Istiklal Street

Terminamos este roteiro numa das mais famosas ruas do lado europeu de Istambul. Localizada no bairro de Beyoğlu, a rua Istiklal começa na Praça Taksim e, quando colocamos lá os pés, somos transportados para uma qualquer metrópole do “velho continente”.

São dois quilómetros que guardam muito da história da cidade, uma vez que foi centro cultural e artístico durante séculos. Reflexo da multiculturalidade de Istambul são as duas igrejas que encontramos no percurso: uma ortodoxa arménia e outra católica.

Istiklal Street
Istiklal Street créditos: Alice Barcellos

Na Istiklal, passamos por muitas lojas, cafés e confeitarias, enquanto nos desviamos dos transeuntes, sempre com atenção ao elétrico vermelho que transporta os passageiros pela rua.

Uma das surpresas imperdíveis deste percurso são as passagens ao estilo parisiense: galerias que ligam a outras ruas e que abrigam lojas, cafés, restaurantes ou livrarias.

E assim nos despedimos de Istambul, com vontade de ficar mais um pouco, a beber um café enquanto vemos a vida a acontecer na rua Istiklal, antes de ir assistir a um concerto no emblemático Centro Cultural Atatürk que fica do outro lado da Praça Taksim.

Leia também no SAPO Lifestyle

O SAPO Viagens visitou Istambul a convite da Agência de Promoção e Desenvolvimento Turístico da Turquia

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.