O primeiro museu da Bélgica dedicado à computação abriu no passado dia 27 de outubro, em Namur. Uma odisseia que o levará numa viagem desde as primeiras máquinas de calcular até ao smartphone.

Estão patentes quatro coleções independentes, com o apoio da Fundação do Rei Baudouin, responsável pela sua preservação.

O museu abre as suas portas com uma exposição permamente, intitulada "Raízes Numéricas: Máquinas que contam", onde poderá apreciar uma impressionante série de máquinas de calcular abrangendo um século de tecnologia, um conjunto completo de máquinas de cartões perfurados de 1960, uma máquina Moon-Hopkins semelhante à utilizada pelo padre Lemaitre para estabelecer a teoria do Big Bang, as primeiras impressões do hebraico arcaico por impressoras a laser IBM-3800, entre outros.

O espaço pretende ser acessível a todos, de estudantes a turistas.

O museu está aberto durante a semana, todo o ano, de terça a sexta-feira, das 10h00 às 16h00. Entre abril e outubro, abre ao primeiro domingo de cada mês das 10h00 às 17h00. Localiza-se na Rue Henri Blès, 192A, B5000 Namur.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.