"O investimento de aquisição são nove milhões de euros", disse Miguel Velez, que adiantou ainda que estão identificados, "entre renovações, redecorações, novos espaços e novos quartos, 1,5 milhões de euros de investimentos", alguns já concretizados, outros "a ser concretizadoas agora e até ao verão", e ainda outros posteriormente.

Para além da Unlock Boutique Hotels, participam no consórcio a The Fladgate Partnership, dona das marcas de vinho do Porto Taylor's, Croft ou Fonseca, ou do hotel The Yeatman, em Vila Nova de Gaia, e ainda uma empresa proprietária das Águas de Monchique.

Miguel Velez espera que as unidades hoteleiras possam gerar cerca de 60 empregos, mas disse que está a ser difícil arranjar mão de obra na região.

"Entre as épocas mais baixas e mais altas, ao longo deste período podemos ter cá 60 pessoas, mas parte nem sequer depende de nós, depende se há mão de obra disponível, e como se sabe no Algarve está muito difícil arranjar mão de obra nesta altura para podermos contratar", admitiu.

O 'resort', que é composto por um hotel de quatro estrelas superior, um de quatro estrelas, um de três e ainda um empreendimento de alojamento local, vai estar aberto todo o ano, "para que tenha algo de diferenciador do resto dos hotéis do Algarve", assumiu o presidente executivo da empresa.

Paralelamente a este investimento, a Unlock Boutique Hotels anunciou o lançamento de um regime de gestão em 'Soft Brand & Services', um modelo que permite com que a gestão de hotéis particulares seja entregue à empresa sem que a propriedade sofra alterações.

"Basicamente permite que os proprietários dos hotéis continuem a fazer a sua gestão de dia-a-dia, como faziam antigamente, só que aquelas tarefas que não faziam, na área do 'marketing', das vendas, da gestão do preço, da negociação das compras, porque não tinham tempo, pessoas ou conhecimento, nós passamos a fazer centralmente como qualquer cadeia o faz", explicou Miguel Velez.

O gestor justificou o lançamento deste serviço com "o pedido de muitos hotéis no mercado".

O modelo é "absolutamente igual ao que nós temos hoje implementado nos hotéis em que estamos em gestão, nossos ou não, em que basicamente quem está nos hotéis trata do cliente" e em que "as outras atividades são feitas centralmente" pela Unlock, explicou Miguel Velez.

A Unlock Boutique Hotels é uma empresa de gestão de hotéis especializada no segmento de pequena e média dimensão, como os hotéis da Estrela e o Chafariz D`El Rei (Lisboa), o CaléWay (Porto), o The Noble House (Évora), a Casa Melo Alvim (Viana do Castelo) e o Monverde Wine Experience Hotel (Amarante).

Fonte: Lusa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.