O Vila Galé Douro Vineyards está instalado na Quinta do Val Moreira - uma quinta centenária que já surgia no afamado mapa do Barão de Forrester, traçado no século XIX - e foi concretizado pela Xvinus, empresa que resulta de uma parceria entre a Vila Galé e a Madre, detida por António Parente.

No coração do Douro Vinhateiro tem, nesta primeira fase, sete quartos, restaurante e bar com vista panorâmica e terraço, adega, biblioteca e piscina exterior. Em junho arrancará uma segunda fase, prevendo-se a construção de mais 42 unidades de alojamento (quartos e suites), na qual a Xvinus grupo vai investir mais cinco milhões de euros e que deverá estar concluída em junho de 2020.

A Xvinus já está a produzir vinhos do Douro e vinhos do Porto, tirando partido dos cerca de 25 hectares de vinhas existentes na propriedade. Nesse âmbito foi também criada uma nova marca: Val Moreira. E, diariamente, é possível fazer visitas à adega e provas de vinho entre as 10h e as 18h. Na visita é possível ver que a adega foi escavada no xisto, sendo que a pedra permite manter a temperatura e humidade necessárias para criar uma atmosfera favorável para a estabilização dos vinhos. Segundo Gonçalo Rebelo de Almeida, administrador do grupo Vila Galé, estima-se produzir cerca de 300 mil garrafas, até 2022.

Durante a visita, além das 66 barricas de carvalho francês, é possível ainda admirar um mural com uma paisagem do Douro feita com cerca de sete mil rolhas por Saimir Strati, artista plástico premiado com dez recordes mundiais do Guinness.

mural

Outro dos aspetos únicos do Vila Galé Douro Vineyards é a história que envolve a centenária Quinta do Val Moreira. Próxima da pitoresca aldeia do Marmelal, entre Folgosa e Pinhão, fica também muito perto de um dos dois marcos mandados construir por Marquês de Pombal em 1757, que serviam para delimitar a zona dos vinhos generosos do Douro, dando origem à primeira região demarcada de vinhos do mundo.

“O Vila Galé Douro Vineyards é uma unidade de charme, única pela sua localização privilegiada, pela beleza da propriedade e da paisagem, pela história que lhe está associada. É também especial porque significa um reforço da nossa aposta no agroturismo e no enoturismo e, sobretudo, na área vinícola. Já produzimos vinhos e azeites regionais no Alentejo, perto de Beja, com a marca Santa Vitória. A entrada no mercado dos vinhos do Douro e do Porto, com o lançamento da marca Val Moreira, é mais um passo nessa estratégia”, adiantou o presidente do grupo Vila Galé, Jorge Rebelo de Almeida.

Durante a inauguração,  Jorge Rebelo de Almeida explicou que este é um projeto que fazia falta ao interior do país. "Durante anos, apesar de ser uma região fabulosa, o Douro nunca deu certo como merece".

Com, numa primeira fase, apenas sete quartos, o Vila Galé Douro Vineyards distingue-se pela localização, pelo charme, pela exclusividade e pelas vistas deslumbrantes. Além disso, no restaurante deste agroturismo é possível saborear as as especialidades da região, como o cabrito e o porco confecionados de forma tradicional, graças à existência de um forno à lenha, onde também é cozida a broa tradicional. "Neste agroturismo conseguimos conjugar na perfeição a tradição do douro vinhateiro, a sua gastronomia e a beleza de toda a região", acrescentou Jorge Rebelo de Almeida.

Esta é a segunda unidade Vila Galé no Douro, onde o grupo já tem o Vila Galé Collection Douro, em Lamego, em frente à Régua. A rede detém agora 33 unidades: 24 em Portugal e nove no Brasil. Está prevista a abertura, a 31 de maio, do Vila Galé Collection Elvas e, no primeiro trimestre de 2020, do primeiro hotel da cadeia hoteleira na Serra da Estrela.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.