O Zêzere nasce a poucos quilómetros desta praia, que além das águas refrescantes conta ainda com a sombra das cerejeiras, ideal para quem quer refrescar-se ou descontrair. De fácil acesso e com estacionamento próximo da zona balnear, entre as várias árvores, que além de uma paisagem e sombra nos dão o cheirinho de quem está realmente imerso na natureza. O som da água a correr no rio completa o quadro bucólico de quem deseja tranquilidade.

No ano passado, a Quercus entregou a esta praia o Galardão Qualidade de Ouro em que distingue a qualidade de água balnear das praias do país. A praia tem ainda mesas de merendas e bar de apoio, mas desengane-se quem pensa que relaxar é a única atividade em Manteigas.

Esta praia dá o início, ou é ponto de passagem, de vários percursos pedestres, um dos maiores convites da região. A Rota da Azinha ou a Rota da Reboleira começam próximo desta praia, mas são apenas dois exemplos entre as dezasseis pequenas rotas e duas grandes que compõem os Trilhos Verdes. Além das caminhadas ou corridas na natureza, com diferentes graus de dificuldade, há ainda cinco percursos pensados para BTT.

Ao todo são mais de 200 quilómetros de trilhos que serpenteiam o concelho e passam por pontos de interesse belíssimos como o Vale Glaciar ou o Poço do Inferno.

Os percursos podem ser seguidos por uma aplicação de telemóvel (Green Traks para Android ou iOS) mas também é possível fazer o download das Cartas de Orientação e seguir os percursos de forma mais tradicional.

Se de um lado, temos o SkiParque despido de neve, do outro lado, lá no alto, o posto de vigia e a pista de parapente atiram records para o horizonte. É dali que saiu o record ibérico de distância e que percorreu mais de 300 quilómetros e está-se a trabalhar para o record europeu.

Pedro Lucas, da Câmara Municipal de Manteigas explica que a autarquia está a desenvolver um projeto que envolve o Parque de Campismo, a sede de Parapente e os percursos de BTT.

Além destas atividades, o único concelho em que a área está toda no Parque Natural da Serra da Estrela oferece ainda experiências de observação astronómica e antecipa já o outono, convidando para workshops de observação de aves e de apanha de cogumelos silvestres, mostrando também a versatilidade de atividades nas várias estações e cores que percorrem o vale da serra.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.