Há dez anos, Hallstatt, nas montanhas Salzkammergut, recebia apenas 100 visitantes por dia, atualmente, recebe mais de 1 milhão de visitantes por ano. O aumento do número de visitantes deve-se ao facto de se acreditar que a aldeia inspirou o reino de Arendelle, no filme Frozen da Disney. Além disso, a aldeia foi eleita a mais instagramável do mundo. Para completar, a aldeia apareceu num programa sul-coreano, e foi comercializada na Ásia como um dos principais destinos turísticos da Europa.

No entanto, o autarca local, Alexander Scheutz, pede agora aos turistas que se mantenham longe de Hallstatt, porque não consegue lidar com a multidão de pessoas que enchem as ruas para tirarem a foto perfeita. "Hallstatt é uma parte importante da história cultural, não um museu. Queremos reduzir os números em pelo menos um terço, mas não temos como impedi-los", explicou Scheutz, citado pelo The Sun.

A aldeia, classificada como Património Mundial da UNESCO, recebe seis vezes mais turistas per capita do que Veneza. Segundo o The Guardian, o autarca está a tentar reduzir os autocarros turísticos, mas há limites para o que pode ser feito legalmente.

O turismo traz benefícios, tendo tornando a aldeia financeiramente independente e capaz de financiar serviços locais, incluindo escolas e uma sala de concertos. As empresas, que são sazonais, também podem ficar abertas o ano todo, o que é um ponto positivo. No entanto, a aldeia tem agora vários problemas com lixo e drones. Além disso, os preços dispararam rapidamente e, segundo o The Guardian, os "habitantes locais sentem que estão a viver num parque temático".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.