A Baía do Sancho é um paraíso que já foi eleito por quatro vezes como a melhor praia do mundo pelos utilizadores do portal de viagens TripAdvisor. A última vez aconteceu na votação deste ano, sendo a única praia brasileira entre as 25 melhores em 2019.

No arquipélago de Fernando de Noronha, no estado de Pernambuco, esta praia é isolada e revestida pela por vegetação intocada, surgindo do alto da falésia. De areia dourada e mar verde-esmeralda, este lugar permite a entrada de embarcações, sem causar danos aos corais, sendo uma das poucas na ilha em que isso é possível.

Para visitar a Baía do Sancho, é preciso descer uma escadaria com mais de 50 metros de altura, que conta com duas escadarias cravadas na rocha e uma terceira em pedra. Como todas as praias cuja natureza é quem manda, o Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio) determinou, em 2018, horários de descida e subida.

De janeiro a junho, durante o período da desova das tartarugas marinhas, a visita é proibida no horário entre as 18 horas e as 6. Se for na época de fevereiro a junho, irá deparar-se com duas cascatas que se formam a partir da água da chuva e jorram desde o topo de um precipício.

A outra forma de visitar o Sancho é por barco, sendo autorizado 16 embarcações encoradas na baía ao mesmo tempo. Para aproveitar essa praia, os turistas devem comprar um bilhete de acesso ao Parque Nacional Marinho, que custa R$ 106 [perto de 25€], para visitantes brasileiros, e R$ 212 [cerca de 50€], para estrangeiros, e é válido por 10 dias de acesso à área adjacente.

Chegar à Baia do Sancho desde Portugal

O Arquipélago de Noronha está a 545 quilómetros de Recife e a 360 de Natal. A opção mais utilizada pelos turistas, e confortável, é através do Aeroporto Fernando de Noronha, existindo voos diretos a partir das duas cidades referidas, sendo que a viagem aérea demora cerca de uma hora até à ilha. Desde Portugal, a TAP voa tanto para Recife como para Natal. Já dentro do Brasil, as companhias que voam para Noronha são a Azul e Gol.

Tenham em atenção que, durante grande parte do ano, ir a Noronha não é barato. Mesmo nos meses de época baixa, continua a ser um dos destinos brasileiros mais caros, tanto a nível de voos como de alojamento.

Terão ainda de pagar uma taxa de entrada na ilha, cujos preços variam consoante os dias de permanência e temporada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.