Viena

Os mercados de Natal em Viena têm uma longa tradição. Tudo começou em 1298 quando o duque da Áustria, Alberto I, concedeu privilégio para que se realizasse um mercado de Dezembro (Krippenmarkt) para os habitantes da cidade. Hoje em dia há mais de 20 mercados oficiais do advento que enchem as pequenas praças de Viena com a sua atmosfera mágica do Natal. Nestes mercados vendem-se objetos e decorações alusivos à quadra, bem como os doces e as especialidades típicas da época que enchem estes locais com os aromas próprios do Natal. Um dos mercados mais conhecidos realiza-se em frente da Câmara Municipal transformando aquela zona num brilhante cenário de conto de fadas. É uma boa oportunidade para comprar presentes de Natal, decorações para a árvore, doces e bebidas quentes para aquecer os dias frios e há ainda ainda divertidos workshops para as crianças. Outro mercado bem tradicional é o que tem lugar em frente ao Palácio Schönbrunn, onde é possível encontrar artesanato tradicional, decorações feitas à mão, concertos de Natal, sabores da época e um extenso programa de atividades para as crianças.

Londres

O Hyde Park Winter Wonderland é muito mais do que um mercado de Natal. É um reino mágico de gelo com neve e gelo reais, mais de 100 carrosséis e muitas luzes de Natal. Para quem quer fazer compras há mais de 200 pequenos chalets que vendem presentes invulgares e artesanais, que vão desde têxteis, cerâmicas, velas, brinquedos de madeira, decorações de Natal, joelharia e presépios.

Os mercados de Natal que não pode perder
Czanner | Dreamstime.com

Barcelona

Todos os anos a Fira di Santa Llúcia é montada junto à catedral da cidade. Originalmente esta feira era organizada para celebrar o dia de Santa Llúcia, a 13 de dezembro, mas acabou por se tornar num mercado de Natal.  Há cerca de 300 stands a vender presentes e artigos de Natal. É o lugar ideal para comprar o Caga Tió, um figura representada por um tronco de madeira com um grande sorriso envergando o tradicional chapéu vermelho Catalão e que faz parte do Natal das famílias da Catalunha. Entre os dias 8 de dezembro e a véspera de Natal as crianças tomam conta do Caga Tió. Cobrem-no com uma manta para que não passe frio e alimentam-no à base de torrão (um doce composto essencialmente por mel e amêndoas). O objetivo é que fique tão cheio, que na véspera de Natal acabe por evacuar muitos presentes!

Paris

A cidade luz fica ainda mais cintilante durante esta época festiva com os vários mercados de Natal que se realizam em diversos pontos da cidade. Há belíssimos mercados na Place Saint-Germain-des-Prés, na Place de la Nation na Avenida dos Champs-Elysées, e na Place du Trocadéro, só para mencionar alguns. Em todos eles será recebido com uma aconchegante atmosfera de Natal, onde não faltam decorações natalícias, presentes originais, ingredientes e produtos que não podem faltar na ceia de Natal, artigos de festa, bem como as artes e o artesanato regionais.

Os mercados de Natal que não pode perder
Konstantinos Papaioannou

Berlim

O Barroco Palácio Charlottenburg é o local que acolhe um dos mais famosos mercados de Natal de Berlim. Uma elaborada instalação de luzes de Natal confere ao mercado, ao palácio e às árvores circundantes um brilho muito especial. Várias casinhas de madeira, decoradas somente com materiais naturais proporcionam um ambiente festivo e oferecem uma enorme variedade de artesanato e uma impressionante seleção de delícias culinárias, entre as quais se encontram castanhas assadas, crepes com várias possibilidades de recheio e claro, as tradicionais salsichas alemãs (Bratwurst). Há ainda muitas diversões para as crianças que incluem diversos carrosséis vintage.

Amesterdão

Há uma série de mercados de Natal independentes que se realizam desde finais de novembro e até ao Natal. Mas é na Museumplein que a cidade se transforma num reino maravilhoso de inverno onde não faltam uma pista de gelo e várias tendas a vender comida e bebidas quentes. Quem andar por estes dias em Amesterdão é possível que já tenha dado de caras com uma figura muito semelhante ao Pai Natal, mas trata-se de São Nicolau (Sinterklass), o santo padroeiro das crianças e uma figura muito acarinhada pelos holandeses, desde miúdos a graúdos. Quando São Nicolau chega à cidade, as crianças, antes de irem dormir, deixam os sapatos juntamente com água ou vinho para o São Nicolau e uma cenoura para o seu cavalo, na esperança de que na manhã seguinte esteja lá um presente. Apesar da festa de São Nicolau se realizar no dia 6 de dezembro, na Holanda, é na véspera que se dá a principal troca de presentes da quadra natalícia. As famílias desembrulham os presentes deixados por São Nicolau e lêem em voz alta poemas que foram escritos especificamente para cada um dos destinatários. O dia termina com canções e uma ceia onde não faltam maçapão, letras de chocolate, biscoitos de especiarias e chocolate quente com natas.

Os mercados de Natal que não pode perder
Testbild | Dreamstime.com

Nova Iorque

Um dos mais conhecidos mercados de Natal da “grande maçã” realiza-se na Winter Village no Bryant Park, onde mais de 125 lojinhas oferecem presentes requintados, decorações natalícias, comida local e muito mais. As lojas estão dispostas ao longo do parque, em pequenos quiosques. Outro mercado muito popular é aquele que se realiza na principal estação de comboios, o Grand Central Holiday Fair, o único mercado de Natal nova-iorquino que se realiza num espaço fechado. Este ano o Vanderbilt Hall, acolhe 40 vendedores que oferecem uma maravilhosa variedade de presentes que vão desde arte, vestuário, acessórios, joias, produtos para o banho, artigos para a casa, brinquedos, artigos de Natal e ainda mimos para os amigos de quatro patas.

Munique

O mercado de natal mais antigo de Munique remonta ao século 14. Realiza-se na Marienplatz e oferece presentes tradicionais e únicos da Baviera, que incluem trabalhos em madeira, bolo e biscoitos de gengibre e requintadas peças em vidro. Há concertos de música de Natal dos Alpes, a partir da varanda da câmara municipal para quem se encontra na praça a celebrar a época festiva. E há também workshops de arte, artesanato e de confecção de bolachas para os mais pequenos.

Os mercados de Natal que não pode perder
Iakov Filimonov | Dreamstime.com

Roma

A Piazza Navona, uma das praças mais bonitas da cidade eterna, acolhe o Mercantino de Natale della Befana. A peça central deste mercado é a Befana, uma velhinha que é uma popular figura que distribui presentes pelas crianças por toda a Itália na véspera da Epifania (6 de janeiro). Neste mercado vai encontrar estatuetas e imagens desta tradicional figura natalícia e meias cheias com doces ou açúcar preto, a fazer lembrar carvão. Há ainda vários artigo produzidos à mão, brinquedos, decorações de Natal, as figuras da natividade, castanhas assadas e algodão doce.

São Francisco

A Great Dickens Christmas Fair vai muito além dum simples mercado de Natal. Trata-se de uma aventura na Londres Vitoriana, uma elaborada festa com centenas de atores devidamente trajados de época, representando e interagindo num espaço com cerca de 37 mil metros quadrados onde não faltam salas de teatro, pubs, pistas de dança e lojas de Natal. É a representação de uma noite de crepúsculo na cidade de Londres de Charles Dickens - uma cidade de sinuosas ruas cheias de personagens coloridas da literatura e da história. O aroma sedutor de castanhas assadas e outras delícias da época enchem o ar, enquanto os gritos dos vendedores de rua procuram atrair compradores para as mercadorias típicas da quadra, criando uma atmosfera muito especial.

Se está a pensar visitar qualquer uma destes destinos leve consigo, no seu smartphone ou tablet, o melhor guia da cidade. Faça já o download em JiTT.travel!

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.