À primeira vista, parece uma aldeia extraterrestre, mas não se assuste, estas casas são ocupadas por seres humanos.

Em 1968, o governo da Holanda decidiu financiar uma construção experimental de habitações de baixo custo.
O projecto do arquitecto Dris Kreikampa “Bolwoningen” foi o escolhido, mas a construção só começou em 1980. Bolwoningen consiste em 50 casas em formato de esfera. As bolas são feitas de cimento e reforçadas com fibra de vidro, sendo montadas sobre uma base em forma de cilindro.

O diâmetro de cada esfera é de cerca de cinco metros e meio, incluindo ainda 11 janelas redondas.

Se a casa já parece estranha vista de fora, imagine por dentro. O seu design interior também é diferente de tudo o que se conhece em construção urbana. A casa-de-banho foi colocada no centro da esfera, assim como um pequeno quarto. No segundo andar existe uma sala de estar e a cozinha. As paredes ovaladas conferem ao interior desta habitação um estilo muito peculiar.

Adicionalmente, a casa pode ser completamente desmontada e transportada para qualquer outro lugar (o peso deste edifício é de apenas 1200 quilos), sendo que esta casa pode ser colocada não apenas no solo, mas também na água, numa plataforma estacionária.

Os moradores locais não gostaram muito da visão do arquitecto, mas há muitos turistas que adorariam visitar, ou até mesmo experimentar viver, nestas casas, ainda hoje, futuristas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.