Ruth e Marta são as responsáveis pela TravelToDance. Durante um jantar, enquanto planeavam as próximas viagens e como seria praticar as danças típicas de cada país, surgiu a ideia de fundar uma agência que juntasse ambas as coisas.

Sob essa premissa nasceu a TravelToDance, que já tem várias viagens programadas: para Londres para aprender Lindy Hop, para a Argentina para praticar Tango, para Lisboa para melhorar os passos de Kizomba, ou para Cuba descobrir os ritmos latinos. A viagem para Cuba será em novembro e pode ser feita numa ou duas semanas. Com base na rota de duas semanas,  há um total de oito horas de aulas: quatro horas em Havana, duas horas em Viñales e duas horas em Trinidad.  À noite, o grupo sai para dançar em lugares onde há música ao vivo. Isso permite  aos turistas praticarem o que aprenderam durante as aulas com a população local, numa verdadeira imersão cultural.

Os grupos são de seis pessoas, no mínimo, e  até 20 no máximo, sempre acompanhados por alguém da equipa da TravelToDance, que atende às necessidades e preocupações dos grupos. Claro que não importa o nível de experiência anterior: os professores, com quem Marta e Ruth tiveram aulas - ou que foram recomendados por outros especialistas em quem confiam - dão as aulas de forma a que se adaptem a todos os níveis. Não importa se é um pé de chumbo: ainda pode viajar o mundo a dançar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.