Meses depois de uma busca infrutífera por um alojamento adaptado à nossa carteira, a nossa aventura na cidade veio confirmar as nossas suspeitas iniciais: o Uruguai, nação mais progressista, segura e desenvolvida da América do Sul, é um país caro... Muito caro! De acordo com o site Numbeo, Montevidéu é 20 a 25% mais cara que Lisboa no que toca a restaurantes, supermercados e bens de consumo, com apenas as rendas a serem substancialmente mais caras na capital portuguesa.

Orçamentos à parte, não podemos dizer que a cidade nos tenha conquistado. Houve algumas surpresas positivas, como a segurança, a arte urbana, as panaderías ou a Ciudad Vieja bem mais clássica que o esperado... Mas não saímos propriamente cativados.

Passámos também por Colonia del Sacramento, a cidade mais turística do Uruguai, na esperança de conseguir conhecer algo que nos queira fazer voltar ao país mais tarde, e conhecer mais.

Mas talvez seja esta a sina uruguaia. Ensandwichado entre os colossos Brasil e Argentina, com apenas três milhões de pessoas e uma história recente enquanto nação independente, competir por atenção mediática torna-se difícil.

Mas os uruguaios não parecem importados. De Yerba Mate numa mão (bebida local muito comum) e outro tipo de erva na outra (aqui a venda e consumo de marijuana é legal), seguem rumo a uma confluência cada vez maior com o desenvolvimento europeu. Aí sim, não há outro país sul-americano que os iguale.

Entretanto, já chegámos à Argentina. Viemos durante a noite: o ferry trouxe-nos pelo mar até à costa. A despedida do Uruguai foi muito doce e subtil. Nada de grandes contemplações. Montevidéu havia sido simpática para nós. Colonia del Sacramento um cantinho de amor. Mas nem por isso a despedida foi mais difícil. O ferry avança e não olhamos para trás. Só olhamos para lá, à procura da próxima margem que há de nos receber. Está escuro e não se vê nada, mas não faz mal. Não olhamos para trás.

Pergunto-me se estaremos, enfim, a ficar demasiado bons em despedidas.

Talvez a Argentina venha a ser para nós aquilo que o Uruguai não conseguiu. Por agora, veja na galeria, a nossa passagem por Montevidéu e Colonia del Sacramento:

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.