As montanhas do Rif ocidental estão sempre à vista, nesta cidade onde o azul predomina. Chefchaouen é, sem dúvida, um dos locais mais encantadores de Marrocos.

 

E qual a razão desta cor? Pintar de azul, dizem-nos, afasta em grande número os mosquitos. O resultado? Diferentes azuis, alguns até eletrizantes, que contrastam com o branco, que nos prendem o olhar e nos fazem disparar muitas vezes a máquina fotográfica.

É um local que parece parado no tempo. Corre a vida e o dia-a-dia normal de quem aqui vive, ao mesmo tempo que se vão habituando à convivência dos turistas que a visitam. Pelas ruas, ao lado das lojas de artesanato, encontramos crianças que saem da escola, e brincam no regresso a casa, habitantes que bebem a água nas suas (muitas) fontes - água da nascente que brota das montanhas - e homens que carregam garrafas vazias em burros.

Como ir?

Muitos vão de carro desde Portugal, passando por Espanha e atravessando de ferry até Marrocos. A TAP tem voos até Tânger diretos de Lisboa. Pode aqui alugar um carro ou ir de autocarro. De Tânger a Chefchaouen são pouco mais de duas horas de carro.