Muitos de nós procura conforto no início do ano ao elaborar planos futuros de viagem. Com isso em mente, a Booking.com criou um calendário para 2020 para facilitar aos viajantes a encontrar o melhor destino com uma boa relação custo/benefício em alojamento para cada mês do ano.

Aproveite este itinerário para encontrar a sua lista de destinos para 2020.

Janeiro - Saas Fee, Suíça

Localizada nos Alpes suíços, perto da fronteira com a Itália, fica a vila de Saas Fee, onde é possível esquiar o ano todo. O momento mais acessível para visitar, porém, é em janeiro, quando os preços podem ser 25% mais acessíveis que o período mais caro do ano. Se não tem medo de enfrentar o frio, vá até Allalin - o restaurante giratório mais alto do mundo, a mais de 3 mil metros acima do nível do mar - ou passeie ao longo da animada Gletscherstraße.

Fevereiro - Copenhaga, Dinamarca

Fevereiro é o mês mais acessível para visitar a vibrante capital da Dinamarca, Copenhaga, pois é 40% mais acessível que a época mais cara do ano, junho. Este é também o momento perfeito para explorar a cidade, entrando e saindo de vários cafés, iluminados por velas, para se aquecer com uma tigela quente do tradicional gule ærter (sopa de ervilha) ou uma tigela fumegante de ramen no bairro mais cool e multicultural de Copenhaga, Nørrebro.

Março - Chicago, EUA

Março é um ótimo momento para visitar a Windy City. Embora os viajantes provavelmente tenham que vestir algumas camadas extras para visitar atrações exteriores como o Millenium Park, as multidões serão muito mais escassas e os preços das acomodações podem ser até 35% mais acessíveis do que o mês mais caro para visitar, em agosto.

Não perca ainda durante este mês as famosas celebrações do Dia de São Patrício, que são uma oportunidade divertida para os visitantes celebrarem a rica herança irlandesa que se destaca em toda a cidade.

Abril - Dusseldorf, Alemanha

O centro histórico da cidade de Dusseldorf às vezes é chamado de "O Bar Mais Longo do Mundo", pois existem até 300 bares para escolher num pequeno raio dentro da cidade velha da cidade. Mas há muito mais para além dos bares. Conhecida pela sua arquitetura, museus e lojas, incluindo a Königsallee - a rua comercial mais movimentada da Alemanha.

O mês de abril é um excelente momento para visitar Dusseldorf, com as temperaturas da primavera em alta, mas os preços das acomodações são 50% mais acessíveis do que o mês mais caro do ano, outubro.

Maio - Melaka, Malásia

Pontilhada com edifícios coloniais coloridos, belas mesquitas e arte de rua atraente, Melaka é Património Mundial da UNESCO desde 2008. A cidade é sede de uma variedade de influências históricas diferentes, incluindo a ocupação colonial portuguesa, holandesa e inglesa. Também é famosa pela sua comida de rua, cafés e sobremesas, sendo um destino perfeito para quem gosta de gastronomia.

O tempo em Melaka é bastante consistente ao longo do ano, mas com altas temperaturas geralmente esperadas em maio, isso também significa que os preços de acomodações são 35% mais acessíveis em Melaka naquele mês do que no mês mais caro de dezembro.

Junho - Orosei, Itália

Orosei é uma joia pouco conhecida de uma cidade litoral, escondida num golfo no lado leste da ilha italiana da Sardenha. A cidade medieval oferece uma excelente base para explorar algumas das mais belas praias e enseadas de toda a ilha. Visite em junho, antes da temporada mais turística, ou em setembro, para encontrar preços de acomodação até 40% mais baixos que os períodos mais caros do ano.

Julho - Deli, Índia

Embora julho seja o início da estação das chuvas em Deli, é também quando a cidade está mais bonita e os períodos de chuva geralmente são curtos e diminuem a temperatura. Explore as atrações icónicas da cidade e para os viajantes que não se importam com o calor podem encontrar muitas ofertas em julho, pois os preços das acomodações podem ser 20% mais acessíveis do que o mês mais caro do ano em fevereiro.

Agosto - Madrid, Espanha

Madrid é quente em agosto e muitos espanhóis aproveitam esta altura do ano para sair da cidade, em férias, o que a torna menos povoada neste mês. Se não se importa com o calor, esta pode ser uma boa altura para visitar a cidade espanhola, onde encontra vários bares e restaurantes abertos, além de muitos museus. O mês de agosto é 42% mais acessível em Madrid do que o mês mais caro do ano, maio.

Setembro - Osaka, Japão

A segunda maior cidade do Japão também é conhecida como a cozinha do país: dos mais de 90 restaurantes Michelin à infinidade de barracas de comida e à magnífica cultura do chá, há algo aqui para todos. Setembro é uma ótima época para visitar Osaka, pois é época baixa, as temperaturas são quentes, mas menos húmidas do que nos meses de verão, e a meio do mês pode assistir ao famoso Kishiwada Danjiri Matsuri, um emocionante festival de carrinhos de mão. Os preços de acomodações no mês de setembro podem ser 28% mais acessíveis em Osaka do que no mês mais caro do ano, em dezembro.

Outubro - Biarritz, França

Biarritz é um famoso local de surf no sul de França, na fronteira com Espanha. A cidade é uma visão por si só, posicionada no cenário de uma dramática encosta com um castelo medieval no topo. Outubro é o último mês da temporada turística em Biarritz, mas para os surfistas, setembro e outubro podem ser melhores do que durante os meses de verão: as multidões diminuem e as ondas aumentam. Como as temperaturas começam a cair em outubro, o mesmo ocorre com os preços, pois a taxa média de acomodação em outubro pode ser 45% mais baixa do que na época alta.

Novembro - Praga, República Checa

Enquanto a capital Checa pode ficar mais fresca, as fachadas góticas da espetacular cidade velha de Praga parecem desafiar o clima sombrio. Muitos turistas optam por visitar em dezembro quando o tempo está mais frio e os mercados de Natal estão em pleno funcionamento. Mas vá em novembro e encontrará os preços mais baixos do ano, com acomodações em média 39% mais acessíveis em Praga do que o mês mais caro, setembro.

Dezembro - São Francisco, EUA

Vai apanhar algum frio, vento e chuva nesta altura do ano. Mas se isso não é impedimento para visitar São Francisco, dezembro é uma boa altura para conhecer e poupar. É também o momento em que a cidade ganha vida com a Feira de Natal Dickens, o desfile de barcos iluminados e o festival anual de filmes NOIR CITY. As filas para atrações famosas como Alcatraz e a Academia de Ciências da Califórnia serão muito mais curtas, os voos costumam ser menos caros e, com base nos preços médios, as acomodações podem ser 33% mais acessíveis em São Francisco em dezembro do que no mês mais caro do ano, setembro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.