Talin, Estónia

Com as suas torres medievais, telhados inclinados e pátios escondidos, o centro histórico de Talin, do século XIV, é um conto de fadas clássico. Mas à parte deste lado mágico, há também um sistema subterrâneo de tunéis defensivos que permite aos visitantes experimentar um lado mais recente da sua história, desde a ocupação sueca do século XVII aos abrigos antiaéreos da Segunda Guerra Mundial.

Quando ir: A cidade é mais movimentada entre maio e setembro. No entanto, Talin pode ser ainda mais mágico no final de outono. Visite em novembro para evitar as multidões e desfrutar de preços de alojamento que são 20% mais acessíveis do que a época mais cara do ano.

Pingyao, China

A antiga cidade de Pingyao foi construída no século XIV e tem o que muitas vezes são consideradas algumas das muralhas da cidade antiga mais bem preservadas do mundo. Hoje é Património Mundial da UNESCO e ainda mantém a sua aparência histórica das dinastias Ming e Qing. Pode visitar o Templo da Literatura com mil anos, antes de explorar as muitas muralhas e torres de vigia da cidade.

Quando ir: Os preços são mais altos em janeiro e fevereiro por causa do Ano Novo Chinês, e novamente em julho e agosto durante os meses de verão. É mais acessível ir entre setembro e dezembro. Para encontrar a cidade mais tranquila (e acessível), vá em dezembro, quando os preços são 30% mais acessíveis do que a época mais cara do ano. Se tiver sorte, poderá até ver esta cidade antiga revestida de uma folha de neve harmoniosa.

Kotor, Montenegro

A cidade velha de Kotor é Património Mundial da UNESCO e uma das cidades medievais mais bem preservadas do Adriático. Suba até à fortaleza de San Giovanni para uma vista espetacular do centro histórico ou faça um passeio de barco até à icónica “Nossa Senhora das Rochas”, uma Igreja Católica Romana situada numa pequena ilhota na Baía de Kotor.

Quando ir: Evite as multidões e os navios de cruzeiro, viajando fora da época alta que decorre entre julho e agosto. Os preços são 50% mais acessíveis a partir de novembro, quando ainda pode esperar bons dias de sol.

San Antonio de Areco, Argentina

San Antonio de Areco é uma pequena cidade fundada em 1730 e é uma visita obrigatória para aqueles que exploram a região ou num dia de viagem a partir de Buenos Aires. Visite o Museu Gaúcho para aprender mais sobre a vida em torno das tradições dos cowboys latino-americanos, passeie pelas ruas coloniais do século XVIII ou visite um dos ranchos próximos.

Quando ir: Os preços atingem o pico em janeiro e fevereiro e novamente em julho, mas se viajar em outubro ou novembro, será bem-vindo com preços 20% mais acessíveis do que o período mais caro do ano. A partir de novembro, terá a oportunidade de assistir à Festa da Tradição, uma semana de celebrações que mostram a cultura e a equitação gaúcha.

Nuremberga, Alemanha

Com a sua arquitetura medieval, enorme castelo com telhado vermelho e muitos locais históricos, a segunda maior cidade da Baviera é uma alternativa aconchegante e realista à sua irmã mais velha, Munique. Explore a história alemã no museu ferroviário ou no Museu Nacional Germânico, onde se encontra o globo mais antigo do mundo.

Quando ir: Os preços em Nuremberga estão mais baixos entre setembro e novembro. Se for em setembro, também poderá assistir ao Festival Folclórico de Outono e encontrar preços até 40% mais acessíveis do que a época mais cara do ano.

Pendleton, Oregon, EUA

Conhecido pelas suas icónicas camisas xadrez de lã e lar orgulhoso de um dos principais rodeios do mundo, Pendleton é um exemplo vivo de uma antiga cidade fronteiriça do Velho Oeste. Faça um passeio histórico pelo passado da cidade, visitando o icónico Woolen Mill ou o Instituto Cultural Tamástslikt.

Quando ir: A época alta vai de julho a setembro, culminando no Pendleton Round-Up Rodeo. Outubro é uma ótima altura para ir, já que os preços de alojamento caem em torno dos 25% em comparação com o mês mais caro, e para aqueles que desejam explorar a região vinícola de Walla Valley, altura da colheita da uva.

Sibenik, Croácia

Menos conhecida e cheia que Split e Dubrovnik - mas não menos impressionante - Sibenik é a cidade mais antiga do Adriático fundada pelos croatas. Visite a dramática Catedral de St. James, apanhe um barco para os locais de pesca nas proximidades para comprar joias de coral ou simplesmente desfrute de uma bebida refrescante juntamente com a impressionante vista da costa da Dalmácia.

Quando ir: Embora as temperaturas ainda estejam confortavelmente nos 20 graus em setembro, os preços do alojamento são aproximadamente 40% mais acessíveis quando comparados com a época mais cara do ano. De novembro a março, os preços são até 80% mais acessíveis do que quando comparados aos meses de verão mais caros.

Cáceres, Espanha

A cidade medieval de Cáceres foi durante séculos um destaque no Caminho de Santiago e ajudou a atrair um tipo diferente de peregrino. Também é o centro das tapas, onde frequentemente receberá um pintxo complementar com cada bebida e onde o seu jantar pode tomar a forma de um passeio noturno pelas ruas estreitas e pavimentadas.

Quando ir: O clima ideal em Cáceres é na primavera e no início do outono, o que também torna a estadia mais cara. No entanto, se esperar para ir em novembro, verá que os preços são até 25% mais acessíveis do que os períodos mais caros do ano.

Bergamo, Itália

Localizado na província italiana da Lombardia, o coração de Bergamo consiste num antigo núcleo de muralhas conhecido como Citta Alta, que é cercado por enormes fortificações. Passeie pelas muralhas da cidade veneziana do século XVI, que também são Património Mundial da UNESCO, ou apanhe o funicular histórico para ter excelentes vistas panorâmicas da cidade.

Quando ir: A época baixa começa em novembro, com preços de acomodação aproximadamente 20% mais acessíveis do que a época mais cara do ano.

Oatlands, Tasmânia, Austrália

Oatlands é uma paragem histórica singular numa viagem de ida e volta ao redor da Tasmânia. Sendo um dos locais mais antigos da Tasmânia, os visitantes são levados numa viagem ao início do século XIX, quando colonos europeus construíram os 138 edifícios de pedra que ainda formam a paisagem urbana. Faça uma visita guiada pela rua principal e não se esqueça de visitar o Callington Mill, o único moinho colonial totalmente operacional da Austrália.

Quando ir: Não é surpresa que os preços sejam mais altos no verão australiano (dezembro, janeiro), mas pode obter preços de alojamento em média 20% mais acessíveis em outubro e novembro, do que o período mais caro do ano

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.