O Texas, nos EUA, tem registado temperaturas negativas pouco comuns e que colocam em risco as tartarugas da região, que são particularmente vulneráveis ao frio.

Um representante da Sea Turtle, Inc. disse à CBS News que resgataram mais de 4.000 tartarugas marinhas atordoadas pelo frio em South Padre Island, enquanto as baixas temperaturas continuam a causar estragos na região. Os voluntários passaram dias a transportar as tartarugas para o centro de convenções da cidade, para salvar as suas vidas aumentando gradualmente a temperatura do corpo, o que não foi fácil já que o centro também esteve sem energia, devido aos cortes provocados pela onda de frio.

As tartarugas marinhas são especialmente suscetíveis frio e as águas geladas fazem com que a frequência cardíaca da tartaruga diminua e os animais fiquem paralisados, o que pode ser fatal.

Voluntários da Sea Turtle, Inc. disseram ao The Washington Post que, num ano normal, podem resgatar de algumas dezenas a algumas centenas de tartarugas afetadas pelo frio, número muito abaixo dos registados este ano. Wendy Knight, diretora executiva do grupo de resgate sem fins lucrativos, teme que já seja tarde demais para centenas de animais em extinção.

"É um acontecimento sem precedentes", confessou. "Um choque de frio como este pode eliminar décadas de trabalho árduo, e passar por isso sem energia é um desafio único e catastrófico."

Depois de três dias sem energia, a SpaceX forneceu à Sea Turtle Inc. um gerador pontente o suficiente para alimentar as instalações de reabilitação, educação e conservação da organização, segundou contou Wendy Knight num vídeo no Facebook. Com o gerador, as tartarugas já alojadas nas instalações, juntamente com os recém-chegados, conseguiram elevar a temperatura corporal.

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.