As novas moedas do xelim queniano trazem, agora, imagens da fauna do país, com leões, elefantes, girafas e rinocerontes. A decisão foi tomada pelo atual presidente do Quénia, Uhuru Kenyatta, contrariando a tradição. As moedas anteriores traziam efígies dos três ex-governantes do país: Jomo Kenyatta, Daniel arap Moi e Mwai Kibaki. Trata-se, segundo Uhuru, de “uma grande mudança” e mostra que a nação "percorreu um longo caminho".

A nova constituição, adotada em 2010, determina que a moeda "não deve trazer a imagem de nenhum indivíduo". O Banco Central cumpriu a exigência e escolheu representar animais como forma de demonstrar respeito pelo meio ambiente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.