- O avião tinha a bordo 138 toneladas de combustível na altura da descolagem.

- Foram percorridos 14.535 km, o equivalente a todo o litoral que cobre as ilhas da Nova Zelândia.

- Era esperado que o voo levasse 16 horas e 20 minutos, mas os ventos fortes que se fizeram sentir aumentaram a viagem em 40 minutos.

- O avião levava a bordo quatro pilotos e 15 membros de tripulação.

- Assistentes de bordo serviram aproximadamente 1.036 refeições, mais de 1.100 chávenas de café e chá e cerca de 200 bebidas frias.

- O equipamento de catering e comida pesavam 400 quilos, o equivalente ao peso de 5.263 kiwis (segundo cálculos de um funcionário da Qatar).

- O voo tinha 217 lugares em classe económica e 42 em executiva.

- A Qatar prevê, para este voo, vender 189 mil lugares no primeiro ano.

- Akbar Al Baker, CEO da Qatar Airways, disse em conferência de imprensa que este voo irá proporcionar aos passageiros da Nova Zelândia a possibilidade de voar para cerca de 150 destinos.

- O CEO do Aeroporto de Auckland, Adrian Littlewood, afirmou que este serviço irá trazer um valor estimado de 198 milhões de dólares à economia da Nova Zelândia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.