As ideias brilhantes são obra do acaso. Basta um momento genial ou de sorte, como foi o caso do nascimento da carteira Jane Birkin, a mais emblemática da história da moda, símbolo de estilo e estatuto social. Em 1984, a actriz inglesa Jane Birkin sentou-se ao lado de Jean-Louis Dumas, na época director da marca de luxo Hermès, numa viagem de avião entre Paris e Londres.

Os dois não se conheciam e, de repente, a actriz deixou cair a carteira para o chão. O dinheiro e os documentos espalharam-se. “Não sei porque não se desenha uma carteira a pensar realmente nas mulheres”, refilou a actriz. Jean-Louis Dumas ouviu o desabafo, apresentou-se e fez-lhe um convite: que passasse no gabinete de design da Hermès e orientasse uma equipa de especialistas que ficaria encarregue de fazer a carteira ideal.

Foi o ponto de partida para o nascimento de uma peça de culto. Jane Birkin aceitou o desafio e a mala foi feita exactamente como ela quis. Depois, para torná-la apetecível limitou-se a oferta e apostou-se nos detalhes luxuosos. Uma Birkin custa nove mil dólares e apenas cinco exemplares são feitos por semana no ateliê da cidade francesa de Patin. Um único artesão leva 25 horas para fazer o modelo, que deve apresentar duas alças, fecho com logotipo gravado, cadeado, correia de couro horizontal e tachas na base. As carteiras também podem ser personalizadas em relação ao tipo de pele (pode ser de crocodilo), cor do fecho e tamanho.

Tanta precisão e o facto de ser feita manualmente, sem recurso a máquinas, só podia dar um resultado – o tempo de espera para comprar uma carteira Jane Birkin é de três anos e de pouco adianta dizer que é estrela de cinema ou mulher de um famoso jogador de futebol. A marca não abre excepções para ninguém. É dar o nome na lista de espera e aguardar que passem os dias. As senhoras mais apressadas só têm uma hipótese, que é a de tentar comprá-la num leilão.

Há alguns anos, um exemplar atingiu o preço recorde de 77 mil dólares na leiloeira Chriestie´s. “Quanto mais crescemos menos agradamos, porque a cliente diz: ‘toda a gente tem isto, já não quero’. A nossa ambição não é a de tanto crescer, mais mais a de evoluir, criando objectos cada vez mais únicos”, diz Patrick Thomas, o CEO da Hermès. Mais do que o luxo, a carteira Jane Birkin tem uma filosofia própria: “Ser a sedutora e não a seduzida.”

Detalhes

- Uma carteira demora 25 horas a ser feita

- Pode ser feita em pele de crocodilo

- Custa 9 mil dólares

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.