Yossi Adler estava num voo de Miami para Detroit, quando foi convidado a sair do avião, uma vez que, segundo declarações da American Airlines à Fox News, "membros da equipa estavam preocupados com o conforto dos outros passageiros devido ao odor".

A companhia aérea terá assegurado as refeições, estadia num hotel e a viagem no dia seguinte.

Yossi Adler confirma que seguiu as ordens da tripulação tento abandonado o avião com a sua esposa e filha. No entanto, afirma que a sua família foi expulsa do avião por ser judia, uma vez que nenhum deles tinha odor corporal e, nem mesmo tripulação conseguiu confirmar qual deles tinha odor de que se queixavam. "Os membros da tripulação envergonharam-nos em frente a toda a gente", afirmou o passageiro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.