A China decidiu resolver uma necessidade urgente: mais de 50.000 casas de banho públicas foram instaladas ou renovadas durante uma "revolução nacional das casas de banho" que está a eliminar os sanitários sujos e inadequados, em especial nos locais turísticos.

Antes do final do ano, o país terá instalado milhares de novas casas de banho no lugar das antigas.

China: Dez obras megalómanas que vão deixá-lo de olhos em bico
China: Dez obras megalómanas que vão deixá-lo de olhos em bico
Ver artigo

Foram também contratadas equipas para manter as casas de banho públicas limpas. "Nos lugares turísticos, os visitantes queixavam-se da falta de sanitários e de como eram sujos", segundo a agência China Nova.

De acordo com esta agência, um estudo recente revela que 80% dos turistas estão satisfeitos com as casas de banho chinesas, contra 70% em 2015.

As autoridades também implementaram um sistema para fazer frente ao roubo dos rolos de papel higiénico. Alguns locais foram equipados com um sistema de reconhecimento facial para identificar os ladrões.

Assim, as pessoas devem passar por uma máquina que identifica os seus rostos, antes de entregar algumas folhas papel higiénico.

Há anos os urinóis chineses têm painéis que estimulam os utilizadores a apontar melhor e a aproximar-se mais: "um pequeno passo para frente, um passo gigante para civilização".

Fonte: AFP

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.