A construção permite ligar, graças a ilhas artificiais e a gigantescas estruturas rodoviárias, a ilha de Lantau, em Hong Kong, à antiga colónia portuguesa de Macau, a oeste, e à cidade de Zhuhai, na província de Guangdong.

Percorra a galeria de fotos e conheça esta enorme obra de engenharia.

A ponte será aberta ao tráfego oficialmente esta quarta-feira, um dia após a inauguração.

"Declaro oficialmente inaugurada a ponte Hong Kong-Zhuhai-Macao", disse o presidente chinês Xi Jinping numa breve declaração durante a cerimónia na cidade de Zhuhai.

A obra faraónica, que começou em 2009, foi marcada por numerosos atrasos, casos de corrupção e mortes de operários. Para as autoridades, a ponte promoverá os intercâmbios comerciais, unindo de forma espetacular as duas margens do estreito.

A nova estrutura faz parte do projeto do governo chinês conhecido como a "Grande Baía" (Greater Bay Area), que prevê a integração das duas "regiões administrativas especiais" de Hong Kong e Macau numa enorme urbe de 75 milhões de habitantes, que incluirá ainda nove cidades da província de Cantão, a mais dinâmica da China, entre elas sua capital homónima e Shenzhen.

Em Hong Kong, os opositores ao projeto consideram que é mais uma tentativa de Pequim para aumentar a influência nesta antiga colónia britânica.

Outro elemento-chave deste projeto é a nova linha de comboio de alta velocidade entre Cantão e Hong Kong, inaugurada em setembro passado.

Fonte: AFP

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.