Se olhasse apenas para a fotografia deste artigo, diria que este hambúrguer é vegetariano? Provavelmente, não. As semelhanças com a carne não são ao acaso. O hambúrguer é produzido pela empresa norte-americana Impossible Foods que utiliza um ingrediente presente nas raízes da soja e que ao ser cozinhado faz lembrar tanto no visual como no paladar a carne.

A companhia aérea Air New Zealand resolveu oferecer este prato aos passageiros da classe business premier nos voos que realiza entre Los Angeles e Auckland. A decisão gerou polémica e a companhia é acusada de ameaçar a indústria da carne no país.

O primeiro-ministro Winston Peters disse que a companhia aérea deveria usar alimentos de fonte animal produzidos na Nova Zelândia, de acordo com o site Culture Trip.

O líder do Partido Nacional também se mostrou incomodado com a decisão. Nathan Guy escreveu no Twitter que se sentia desapontado com companhia aérea que estava a servir um substituto da carne, enquanto o país produzia um dos melhores bifes do mundo.

A Air New Zealand já respondeu aos comentários, afirmando que esta escolha não põe em causa a indústria da carne do país. Só no ano passado serviram 1,3 milhões de refeições de carne aos seus passageiros e não têm de "pedir desculpas por estarem a inovar naquilo que servem aos clientes".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.