De acordo com uma notícia do site Culture Trip, os viajantes que entrem na Nova Zelândia poderão ter de pagar um imposto de 35 dólares neozelandeses (cerca de 20 euros), a partir de meados de 2019. O pagamento da taxa será feito através das aplicações de visto.

Cidadãos da Austrália e de países insulares do Pacífico, como Samoa e Tonga, ficam isentos de pagar este imposto, bem como pessoas que viajem por causas diplomáticas, médicas, humanitárias, militares e a negócios.

A proposta ainda está em discussão e vai estar em consulta pública até 15 de julho.

Só no primeiro ano, estima-se que o país possa angariar cerca de 46 milhões de euros com a taxa turística, o que poderia ajudar na promoção das principais atrações do país.

A conservação ambiental é outra grande aposta da aplicação do dinheiro angariado com o imposto turístico. Até porque as principais atrações turísticas deste país insular são as suas belezas naturais e paisagens memoráveis. Conheça algumas na galeria de fotos abaixo:

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.