Swale é um projeto comunitário de "alimentos flutuantes" que pretende desafiar os habitantes de Nova Iorque a ligarem-se mais ao meio ambiente, realçando a sua importância para um futuro mais sutentável. Foi lançado em junho do ano passado e regressa em 2017 a Manhattan, em Nova Iorque.

Construído sobre uma plataforma flutuante, que funciona como uma espécie de "jardim-floresta comestível", transporta alimentos frescos e que podem ser colhidos gratuitamente pelos habitantes. Desde couve, coentros, espargos a alcachofras, existe uma variedade grande à disposição.

swale
créditos: @Swale

Este ano, a iniciativa, que também é um projeto de arte, conta com a parceria da Strongbow, uma empresa de sidra britânica. Esta parceria traz algumas novidades ao Swale: mais solo, cascalho e rochas para criar uma atmosfera mais parecida com uma floresta, além de oito macieiras e 400 plantas comestíveis. Também haverá um programa que irá ensinar as pessoas a melhor forma de cozinharem aquilo que colheram.

O Swale foi fundado pela artista e escultura Mary Mattingly, com o objetivo de aproveitar as vias navegáveis de Manhattan e fazer com que todos os nova iorquinos possam ter acesso a alimentos frescos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.