COMO CHEGAR

Não há voos diretos de Portugal para a Costa Rica, mas muitas companhias aéreas oferecem esta rota, com uma ou mais escalas. Uma das mais baratas é a Air Canada, onde uma ida e volta pode ficar por 677 dólares americanos (cerca de 619 € por pessoa).

Air Canada

De Madrid, a Iberojet faz voos diretos para San José que ida e volta, na tarifa básica, ficam por cerca de 549,00€ por pessoa, por isso, se encontrarem um daqueles voos low cost baratinhos para Madrid, esta pode ser uma opção viável.

Outra possibilidade a considerar, na época baixa, é viajar para Miami, se encontrarem um voo em promoção (daqueles que às vezes a KLM tem a 300 e poucos euros) e depois apanhar um voo da low cost Spirit Airlines, de Fort Lauderdale para San José, onde um ida e volta pode custar tão pouco quanto 26 dólares ( 23 €).

QUANDO IR

Na Costa Rica predomina o clima quente. Há basicamente duas estações: verão (de novembro a abril) e inverno (de maio a outubro).

A melhor época para visitar a Costa Rica é talvez de meados de dezembro a abril quando chove menos, há muito sol e o tempo é perfeito para explorar as florestas tropicais e relaxar nas praias, mas na verdade, quem viaja na época baixa gasta menos dinheiro, porque transporte e alojamento são mais baratos e a chuva, como o clima é muito quente, também não incomoda tanto (e em regra passa rápido).

ENTRAR NO PAÍS

Para entrar no país os portugueses (e brasileiros) devem ter um passaporte válido (de preferência com uma validade não inferior a três meses) e não precisam de visto se forem ficar no país como turistas por um período inferior a 90 dias.

Podem consultar mais informações aqui na página oficial do governo da Costa Rica :

COVID-19

(Estas medidas estão sujeitas a alterações dependendo da evolução da pandemia e devem ser confirmadas antes da data da viagem)

Não é requerido teste PCR nem exigida quarentena aos cidadãos que entrem no país por via aérea ou terrestre. No caso de entrada por via marítima, e no caso de não ter sido efetuada escala noutro país não é solicitado PCR, nem exigida quarentena se se navegou por mais de 14 dias.

Requisitos obrigatórios:

- Preenchimento de formulário epidemiológico, denominado Pase de Salud, disponível aqui.

- Seguro de saúde que cubra no mínimo gastos médicos originados por COVID-19 e de internamento em hospital. Este seguro pode ser obtido em qualquer companhia seguradora desde que esta seja reconhecida internacionalmente. A partir do dia 1 de Agosto de 2022, os menores de idade ou adultos já vacinados estão dispensados de apresentar seguro de saúde, devendo em sua substituição mostrar o certificado ou boletim de vacinação onde conste nome completo, data de aplicação de cada dose e nome da vacina (apenas são aceites Moderna, Pfizer-BioNTech, AstraZeneca y Johnson & Johnson). A vacina deverá ter sido aplicada no mínimo 14 dias antes da chegada ao país.

Tanto o formulário como o seguro devem estar impressos e na posse do passageiro no momento da viagem.

Para mais informação consultem por favor estes links: VistCostaRica e GovCR

IDIOMA E MOEDA

A língua oficial é o espanhol, mas o inglês é falado (ou entendido) por muitas pessoas.

A moeda local é o colón. Cartões de crédito são amplamente aceites e em todo o país há caixas automáticas onde podemos levantar dinheiro.

COMO SE DESLOCAR NA COSTA RICA

Avião

Voos domésticos baratos entre San José e destinos populares como Quepos e Tortuguero, operados por companhias aéreas como a Sansa Airlines, economizam tempo de estrada, mas atenção, na Costa Rica, os horários dos voos mudam constantemente e os atrasos são frequentes devido ao mau tempo.

Autocarro

Existem dois tipos de autocarros: direto e coletivo. Os diretos fazem poucas paragens entre um destino e outro.os coletivos fazem mais paragens e andam muito devagar. Tenham em atenção que habitualmente os autocarros não funcionam de quinta a sábado antes do Domingo de Páscoa.

Os horários variam muito, portanto, confirmem sempre o horário antes de comprar a passagem.

Um site útil para planear viagens de autocarro na Costa Rica é o Yo Viajo, que também possui uma app para smartphone.

Tours  

Os serviços de transporte turístico são uma alternativa mais cara, mas mais confortável.

Estes serviços vem buscar-nos ao hotel, tem ar condicionado e as reservas podem ser feitas online ou através de agências de viagens locais e hotéis.

Automóvel

Existem agências de aluguer de automóveis em San José e em destinos turísticos populares na costa do Pacífico. Todas as principais agências internacionais têm lojas na Costa Rica, embora às vezes se consiga obter melhores ofertas de empresas locais. Por causa do terreno acidentado e da chuva, o melhor é escolher um 4x4.

Para alugar um carro, é necessário uma carta de condução válida, um cartão de crédito e um passaporte. A idade mínima para alugar é 21 anos. Pode-se alugar um carro com cartão de débito, mas apenas se concordarem pagar o seguro total e deixarem um depósito por infrações de trânsito.

Táxis e Uber

Em San José, os táxis têm "marías" (taxímetros) e é ilegal os motoristas não os usarem. Fora de San José, a maioria dos táxis não tem taxímetro e as tarifas costumam ser combinadas com antecedência. A negociação é aceitável. Em algumas cidades existem coletivos (táxis compartilhados).

Normalmente, os motoristas de táxi não recebem gorjeta, a menos que ajudem com a bagagem ou tenham prestado um serviço acima da média.

A Uber está disponível em San José e em alguns pontos com maior população como La Fortuna, mas no resto do país é mais difícil de encontrar.

ONDE FICAR E O QUE FAZER

SAN JOSÉ

A capital da Costa Rica é, para quem chega de avião o principal ponto de entrada no país e um ótimo lugar para começar a conhecer a "Pura Vida" costa-riquenha, muitas vezes é ignorada pelos viajantes porque pode parecer um pouco intimidadora. A maioria que chega ao aeroporto internacional entra e sai o mais rápido possível, a caminho das belas praias e florestas tropicais do país, mas San José tem bons hotéis e alojamentos para todos os orçamentos e muita história e cultura para descobrir. Tem uma vibe urbana moderna e uma variedade de restaurantes e bares que não encontramos em mais nenhum  lugar do país.

Fiquem pelo menos um ou dois dias. Caminhem pela Avenida Central, uma das áreas mais acessíveis da cidade. Visitem o Museu Nacional, Museu do Ouro Pré-Colombiano, a Catedral Metropolitana, A Igreja la Soledad, passem pelo Mercado Nacional de Artesãos (Avenida 6 entre as Calle 5 e 7), vejam as praças e lojas e experimentem os restaurantes.

O Mercado Central também merece uma paragem. Tem quase tudo que possam imaginar, desde especiarias e ervas medicinais a flores, souvenirs e o rico café da Costa Rica. Fica num quarteirão entre a Avenida 1 e Avenida Central, na Calle 6.

Mercado Central Costa Rica
créditos: The Travellight World

Se ficarem hospedados num hotel perto da Avenida Central podem explorar toda a área a pé sem ter de recorrer a transportes públicos e enfrentar os incómodos do trânsito. Há muitos localizados à direita ou a poucos quarteirões da Avenida Central.

O Gran Hotel é uma boa opção, é um edifício histórico que fica em frente ao Teatro Nacional ao longo da movimentada Plaza de la Cultura. Já recebeu celebridades e políticos famosos como John F. Kennedy, que aqui se hospedou em 1963 durante a sua visita à Costa Rica. Outra boa opção, se bem que um pouco mais distante do centro é o Hotel Park Inn by Radisson.

VULCÃO ARENAL

O Vulcão Arenal é uma parte única da Costa Rica, tem alguns dos melhores resorts e vilas ecológicas e quem procura aventuras carregadas de adrenalina com certeza não fica desapontado.

Podemos visitar o Parque Nacional Vulcão Arenal, fazer canoagem, tirolesa, rafting. Ir até La Fortuna e aproveitar para tomar banho nas fontes termais e nas maravilhosas quedas de água.

Vulcão Arenal

Um dos melhores hotéis para ficar nesta região é o Tabacón Resort & Spa. Tem uma vista de tirar o fôlego para o Vulcão Arenal e maravilhosas fontes termais naturais. Os macacos e os pássaros são visitas regulares nas varandas dos quartos que estão voltadas para a floresta tropical.

Leiam mais sobre Arenal, La Fortuna e sobre Tabacon aqui.

MONTEVERDE

Conhecida pela sua floresta nublada, constantemente imersa numa camada de nuvens, Monteverde é um excelente lugar para os amantes da natureza e da vida selvagem.

A Reserva Natural de Monteverde abriga várias espécies de felinos como jaguares e oncelotes e pássaros coloridos como o quetzal. Os fotógrafos tem muito com que se entreter por aqui e há imensas atividades disponíveis que permitem conhecer melhor a região. Podemos andar a cavalo, fazer caminhadas na Reserva Curi Cancha, admirar as flores no Monteverde Orchid Garden, simplesmente relaxar e desfrutar de uma das fontes termais ou fazer um tour para ver como o cacau e o café são cultivados e transformados.

Costa Rica
créditos: PxHere

O Hotel Belmar é um espaçoso resort ecológico em Monteverde, conhecido pelos seus esforços de sustentabilidade e um dos melhores lugares para ficar na Costa Rica. A cozinha utiliza ingredientes cultivados na sua fazenda orgânica e os quartos tem vistas deslumbrantes para o oceano.

PUERTO VIEJO

Puerto Viejo fica localizado no sudeste da Costa Rica, perto da fronteira com o Panamá e tem algumas das melhores praias do país, a mais famosa é de areia preta. A partir de Puerto Viejo também temos acesso à floresta tropical e a manguezais que ficam na área. Podemos visitar o Jaguar Rescue Center, fazer caminhadas na Floresta Tropical de Veragua, visitar o Santuário de Preguiças conhecer a comunidade indígena de  Kekoldi e descobrir mais sobre as suas tradições e idioma, relaxar nas belas praias do Parque Nacional Cahuita e ver as cascatas de Bribri.

Puerto Viejo
créditos: PxHere

Para a hospedagem há muitas opções. No segmento luxo o Hotel Boutique Le Cameleon é um dos melhores lugares para ficar e fica localizado a uma curta distância da praia Cocles.

Já uma noite no Pagalù Hostel pode custar tão pouco quanto 12 € (quarto partilhado). O hostel fica perto da Playa Negra e  tem wi-fi gratuito.

TORTUGUERO

Se sempre tiveram vontade de ver de perto o processo de nidificação das tartarugas, então um destino que não podem perder na Costa Rica é Tortuguero, onde a comunidade tem um importante papel na preservação das tartarugas marinhas ameaçadas de extinção. A área é um dos locais de nidificação mais importantes a oeste das Caraíbas para a tartaruga-verde.

As tartarugas-de-pente e tartarugas-de-couro também nidificam ao longo das praias do Parque Nacional Tortuguero.

Mas as tartarugas não são o único motivo de interesse de Tortuguero. Toda a área oferece um ambiente diversificado, perfeito para anfíbios, pássaros e outros animais. Esta região é uma planície, com mais chuva do que qualquer outro local da Costa Rica. Com margens costeiras de cada lado, vários pântanos naturais, lagos e canais formaram-se no meio, dando à área uma abundância de vida marinha.

Chegamos a Tortuguero de barco e navegar pela sua rede de canais faz parte da experiência. Passamos por vastas áreas da floresta tropical onde as árvores se erguem dos pântanos e são povoadas por uma variedade de pássaros que durante o caminho podemos encontrar.

A caminho de Tortuguero
créditos: The Travellight World

O verão é a época de nidificação das tartarugas marinhas verdes que moram em Tortuguero e na pequena vila que fica dentro do parque encontramos um museu e um centro de visitantes com informações sobre a espécie.

A hospedagem mais barata e acessível fica na vila, mas a grande maioria dos lugares está escondida dentro da floresta tropical ao longo dos canais de Tortuguero. São pequenas cabanas, algumas de gestão familiar, que funcionam como eco-lodges e oferecem estadias com tudo incluído e transporte de ida e volta. O Evergreen Lodge é uma boa opção, assim como o Miss Junie's, um hotel com preço mais acessível, no extremo norte da vila de Tortuguero, que oferece quartos perto da praia e alguns dos melhores pratos da região.

Leiam mais sobre Tortuguero aqui.

MANUEL ANTÓNIO

Se procuram um lugar para ficar na Costa Rica, e querem fundamentalmente relaxar e apreciar a fauna e flora do país sem terem de viajar muito de região para região, Manuel António pode ser a escolha certa.

A sua principal atração é o Parque Nacional que tem belas praias, trilhas de caminhada e uma mata atlântica onde reina a biodiversidade. Já foi nomeado pela revista Forbes um dos parques mais bonitos do mundo e o título não é um exagero. Este lugar é lindo!

As duas principais praias do parque, a Praia Espadilla Sur e a Praia Manuel António, ficam a cerca de 30 minutos a pé da entrada principal do parque. A Praia Manuel António é mais conhecida pelas suas vistas espetaculares, mas se quiserem  fugir das multidões, aventurem-se um pouco mais pela trilha principal até à Praia Espadilla Sur.

Manuel António
créditos: The Travellight World

Manuel António é o menor parque da Costa Rica, mas é extraordinariamente abundante em vida selvagem. Macacos-prego, bugios, macacos-esquilo, texugos, são algumas das criaturas mais fáceis de ver no parque, mas também podem esperar ver preguiças, iguanas e centenas de espécies de pássaros. Visitem o parque de manhã bem cedo para evitar as multidões e ver ainda mais vida selvagem.

A trilha principal dentro do parque é uma trilha plana e arenosa que liga as praias do parque. É perfeita para viajantes de todas as idades. Outra trilha, um pouco mais desafiadora, é a Punta Catedral, um caminho circular de 1,5 km, de dificuldade moderada e algumas inclinações íngremes. A trilha é acessível tanto pela praia Manuel António quanto pela praia Espadilla Sur.

O Hotel Makanda By The Sea é um dos mais belos (e caros) hotéis de Manuel António. A decoração única deste resort é uma mistura interessante de elementos orgânicos e materiais modernos e industriais.

Bem mais em conta é o Hotel Naoz, localizado a  1.5 km da praia Espadilla.

Se acharem as opções na cidade de Manuel António muito caras, experimentem procurar hospedagem em Quepos, que fica a cerca de 15 / 20 minutos de carro/autocarro do Parque. Aqui encontram algumas boas guest houses como a Guest House Pura Vida que tem quartos duplos com casa de banho privada, a cerca de 47 euros por noite, com pequeno almoço incluído.

Leiam mais sobre Manuel António aqui.

GASTRONOMIA

A comida na Costa Rica tem uma ampla gama de influências, incluindo espanhola e das caraíbas. Aqui estão alguns dos pratos que não devem deixar de experimentar:

Gallo Pinto: Um dos pratos mais tradicionais da Costa Rica normalmente servido ao pequeno-almoço. É composto por arroz, feijão e especiarias variadas.

Tamales: Uma mistura de massa de milho recheada com carne ou feijão, cozida no vapor em folha de milho ou folha de bananeira

Patacones: Fatias de banana, fritas duas vezes, usadas quase como uma tortilha e servidas com guacamole, salsa, feijão frito e, por vezes, carne ou legumes.

Tres Leches: Um pão de ló embebido em três tipos diferentes de leite; evaporado, condensado e natas.

Sigam as minhas viagens mais recentes nas stories do Instagram

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.