"É o concretizar de um sonho que anda a ser preparado há dois anos e que será um evento único na região Centro e no país, num espaço carregado de história que merece ser animado", disse hoje o presidente do município, Emílio Torrão, na apresentação do evento "Castelo Mágico - Um Sonho de Natal".

O autarca explicou que, em toda área do castelo, vão ser dinamizadas atividades de animação, que juntam a ciência e as artes circenses, para "explorar a identidade do espaço", por onde passaram figuras da história portuguesa, como o cronista Fernão Mendes Pinto e a infanta D. Teresa.

Salientando que Montemor-o-Velho, no distrito de Coimbra, tem a fortaleza "mais bem preservada" da região, Emílio Torrão disse pretender transformar a iniciativa "num evento único da região e do país, onde as crianças possam sentir a história" num cenário alusivo à quadra natalícia.

Além da vertente pedagógica, o evento tem também um lado social, na medida em que as crianças que trouxerem um brinquedo usado para oferecer ao Pai Natal, que depois fará a distribuição por crianças desfavorecidas, não pagam entrada no planetário instalado no recinto.

Por outro lado, acrescentou, as crianças mais desfavorecidas economicamente ou portadoras de deficiência também não pagam entrada no parque temático do Castelo Mágico.

O presidente do município anunciou que o Chapitô (projeto de formação, criação e animação) e o Exploratório de Coimbra são parceiros no evento, que é produzido pela Sociedade Lusa de Espetáculos, do grupo Braver.

Na apresentação, Tiago Castelo Branco, da empresa produtora, salientou que o evento assenta na personagem do Pai Natal e dirige-se às crianças e às escolas e famílias.

"O Castelo Mágico será um parque temático em que as crianças encontram um dia inteiro de animação, onde o Pai Natal vai dar e receber", salientou.

Além dos espetáculos, insufláveis, palhaços e de um planetário, os mais novos poderão ainda usufruir de um presépio, de passeios de burro ou de pónei e de um parque de neve, que "vai cair todos os dias no recinto" através de uma máquina.

As famílias vão também dispor de fraldários, zonas de amamentação e para aquecer comida, em duas tendas de 3.000 metros quadrados, que servem também para as crianças das escolas puderem tomar os lanches que trazem de casa.

"Vai ser um evento de sucesso na região, que se vai afirmar como produto turístico nos próximos anos", sublinhou Tiago Castelo Branco.

De acordo com o presidente do município de Montemor-o-Velho, a expectativa é grande. "Temos sido surpreendidos com a apetência das pessoas, tendo inclusivamente já dias esgotados", sublinhou.

Com um investimento municipal de 200 mil euros, o "Castelo Mágico" abre no dia 01 de dezembro e vai funcionar durante todo o mês de quinta-feira a domingo, das 10:00 às 20:00, com cerca de 100 protagonistas envolvidos na realização de atividades para as crianças.

Fonte: Lusa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.