Os aviões comerciais, definitivamente, não foram projetados para quem tem 1,80m ou mais, mas com boa educação, boa sorte e alguma prática, existe uma possibilidade real de viajantes mais altos terem uma experiência de voo confortável.

Aqui ficam algumas dicas e truques para (literalmente) aliviar a dor:

1. Tentar reservar um lugar numa fila com saída de emergência

Quando se trata de conseguir um lugar na fila da saída de emergência, se não conseguir fazer a reserva on-line nunca é demais perguntar, quantas vezes conseguir, educadamente.

Primeiro, pergunte diretamente ao funcionário responsável pelo check-in no balcão. Normalmente, o funcionário verificará se um assento está disponível e atribuir-lhe-á o lugar.

A próxima opção é perguntar ao funcionário que faz o embarque no portão. Explique que: você é alto e, se possível (e não causar inconveniente ), você apreciaria se ele ou ela verificasse novamente se há disponibilidade para um lugar na fila de saída.

Escolha o funcionário e a melhor hora para falar com sabedoria. Se o funcionário estiver muito ocupado a lidar com um passageiro problemático ou parecer stressado, espere por um momento mais conveniente para falar.

Se mesmo assim não conseguir, aguarde até ao final do processo de embarque e cruze os dedos para que algum viajante infeliz tenha perdido o voo, deixando livre o desejado lugar ou que alguém simpático não se importe de trocar de lugar consigo.

2. Use o SeatGuru

O site SeatGuru oferece mapas detalhados dos aviões e dos seus assentos consoante a companhia aérea e ajuda a descobrir os prós e os contras de cada lugar do aparelho. Por exemplo, em certas configurações do Airbus A321, os lugares da fila com saída de emergência não têm assentos na frente, oferecendo mais espaço para as pernas.

3. Use o botão secreto no braço do corredor

Alguns braços do lado do corredor podem ser levantados com o apertar de um botão (secreto) localizado na parte de baixo do braço. O botão foi projetado para passageiros que precisam de maior acessibilidade (como passageiros em cadeira de rodas) mas também permite que um viajante mais alto tenha um pouco mais de espaço para se esticar. Cada avião é diferente, e nem todos têm braços que sobem desta maneira, mas vale a pena verificar.

4. Evite assentos próximos das divisórias de classe e os últimos lugares na parte de trás do avião

Os assentos atrás das divisórias podem ser maus para os passageiros mais altos quando as cortinas assentam sobre meias paredes que impedem que o passageiro estique os pés sob o assento à sua frente, roubando os poucos centímetros extra de espaço para os pés. Da mesma maneira, podem ser maus os assentos localizados à frente das divisórias e os últimos localizados na parte de trás do avião, porque em muitos aviões estes lugares não permitem ao passageiro reclinar o seu assento.

5. Use um apoio lombar

O apoio lombar ajuda muito a tornar as viagens mais confortáveis. Se puder, compre um travesseiro de apoio lombar insuflável antes da sua viagem. Boa postura ajuda quando se está muitas horas sentado e tudo começa a doer.

6. Invista no conforto

Às vezes, mesmo viajando em económica, vale a pena gastar um pouco mais e investir em conforto optando por assentos premium, quando estiverem disponíveis, para ter um pouco mais de espaço para se movimentar.

7. Use as suas milhas para conseguir um upgrade

Caso tenha milhas acumuladas em cartão, pergunte sempre ao funcionário que estiver a fazer o check in se é possível usá-las para fazer upgrade para um lugar melhor.

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.