A primeira coisa que chama a atenção quando entramos no hotel é a sua arquitectura e decoração que aproveita muito bem as características do edifício quinhentista e as combina de forma perfeita com um design moderno de linhas limpas.

Do antigo Palácio dos Sepúlveda, o hotel conservou uma bonita capela, os tectos em abóbada e três janelas manuelinas na fachada principal.

O quarto onde fiquei hospedada era espaçoso e confortável. Como ficava no piso térreo, tinha acesso directo ao jardim. A casa de banho tinha uma banheira de imersão e um chuveiro separado, o que para mim é sempre um detalhe agradável.

Os hóspedes podem usufruir de serviços de spa, de um ginásio e de uma piscina exterior. A piscina tem vista para o aqueduto romano e uma área de apoio bonita mas demasiado pequena, principalmente no Verão quando há mais pessoas hospedadas na propriedade.

O pequeno almoço, servido em buffet, é abundante e com muitas opções.

A equipa do hotel é extremamente atenciosa e prestável. O wifi funciona bem.

No geral, este hotel tem uma óptima relação custo/benefício e é uma boa opção para quem procura alojamento em Évora.

Sigam as minhas aventuras mais recentes no Instagram e no Facebook

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.