De acordo com a revista Condé Nast Traveller (CNT), os viajantes do século XXI estão a perceber que para “fugirem” da tecnologia moderna, uma das melhores formas é optar por um hotel sem Wi-Fi ou por zonas remotas onde os telefones não têm rede. É que não faz sentido gastar uma fortuna para ficar longe tudo se levar para a espreguiçadeira trabalho e aquele receio de estar a perder alguma coisa nas redes sociais.

Descubra os dez lugares eleitos pela CNT para quem quer fazer um detox do mundo digital. Talvez encontre ou reencontre o seu eu interior durante estas férias para desintoxicar-se.

Tierra Patagonia, Chile

Desenhado para se misturar com a paisagem ao redor, o Tierra Patagonia alia o luxo à aventura. Este resort chileno com tudo incluído fica numa falésia à beira do Lago Sarmiento, dentro do Parque Nacional Torres del Paine (Reserva da Biosfera pela UNESCO). Nas áreas comuns do Tierra Patagonia não há televisões, nem rede para telemóveis ou Wi-Fi. Assim, poderá apreciar os lagos, a vida selvagem e as montanhas. Sem se distrair com os grandes e pequenos ecrãs, conseguirá aproveitar melhor a sua estadia e passear a cavalo, caminhar pelo glaciar, pescar e, por que não, praticar mountain bike?

Dica: O problema com os lugares remotos é o incómodo de lá chegar. A maioria dos viajantes parte de Punta Arenas, que leva quatro horas. Se apanhar um voo para Puerto Natales, chega em menos de uma hora.


Morada: Tierra Patagonia, Parque Nacional Torres del Paine, Torres de Paine, Chile
Telefone: +56 2 2207 8861
Site: 
tierrahotels.com

Albergo Il Monastero, Ischia, Itália

A ilha, Ischia, situada no golfo de Nápoles, não é propriamente um tesouro bem guardado, pois é destino de férias dos casais e famílias italianas mais exigentes há anos. De acordo com a CNT, Ischia é especial por nos permitir facilmente fugir da multidão e do mundo digital. Para tal, basta entrar no Albergo Il Monastero,  No Il Monastero sai garantidamente do século XXI. Situado no topo de um afloramento rochoso, o exterior melodramático do Albergo iL Monastero esconde o seu interior tranquilo. Os dormitórios eram originalmente de monges e mantêm a aura modesta e meditativa com azulejos de terracota e mobília simples de madeira. Mas a melhor parte é que o Wi-Fi luta para passar pelas paredes monásticas. A ligação de Internet é limitada aos pátios e espaços públicos banhados pelo sol. Como bónus, não há televisões nos quartos. Assim, as vistas hipnotizantes de Ischia e a sua costa acidentada não perdem o protagonismo merecido.

Dica: Peça um Aperol Spritz e sente-se no terraço do hotel a acompanhar o por do sol. Mas tem de prometer que não vai postar no Instagram.


Morada: Il Monastero, Ponte Aragonese, 80077 Ischia NA, Itália
Telefone: +39 081 992435
Site: en.albergoilmonastero.it

Fabriken Furillen, Gotland, Suécia

Num canto a nordeste da ilha de Gotland, fica a península remota de Furrilen, que conta apenas com um hotel. Fabriken Furillen é uma obra-prima de design sustentável criada pelo fotógrafo Johan Hellström. Apesar do exterior gritante e brutal, o interior é acolhedor, elegantemente decorado com o típico espírito escandinavo. Cercada por formações rochosas escarpadas e praias desertas, com aves marinhas a sobrevoar as ruínas de uma antiga pedreira de cascalho, é fácil sentir que chegou ao limite do mundo. E se quiser isolar-se ainda mais, reserve a Cabana do Eremita sem Wi-Fi e sem acesso à rede, onde a taxa noturna diminui todos os dias como um teste à sua capacidade de resistir ao século XXI.

Dica: Peça ao hotel uma bicicleta tradicional, a Skeppshult, para explorar os cantos e recantos desta península acidentada, antes de se deliciar com uma refeição com ingredientes da quinta do hotel.


Morada: Fabriken Furillen, Rute Furilden, 624 58 Lärbro, Suécia

Telefone: +46 498 22 30 40
Website: furillen.com

Mumbo Island, Maláui

A Condé Nast Traveller acredita que todo o território do Maláui funciona como desintoxicante digital, pois há muitos hotéis com Wi-fi limitado e sem rede 3G. Visitar a idílica Mumbo Island, explorada pela Kayak Africa, é uma ótima ajuda para o seu detox digital. Aqui terá que ter a mente aberta e deixar-se levar.

Dica: Peça um MGT (um gin tónico malawiano) para beber ao pôr-do-sol. O gin malawiano é destilado da cana-de-açúcar desde de 1960. É uma herança deixada pelos missionários escoceses que construíram escolas e paróquias pelo país que seguiram os passos de David Livingstone.


Morada: Mumbo Island, Maláui, África

Telefone: +27 21 783 1955

Site: mumboisland.com

Argoed Barns, Brecon Beacons, Reino Unido

Construídos para serem o refúgio da vida citadina, o domo geodésico e as cabanas são perfeitos para uma escapadela romântica. Brecon Beacons, Hay Bluff e as Montanhas Negras poderão competir entre si para ter a sua atenção, porém, nenhuma destas paisagens vai ter que competir com o seu telemóvel - aqui vai estar sem Wi-fi. O melhor será explorar o exterior e terminar o dia na banheira com uma taça de champanhe. Há que celebrar o facto de ter ficado um dia sem olhar para um monitor.

Dica: Nas redondezas encontra-se um refúgio gastronómico chamado Felin Fach Griffin. Vale a pena visitar, só não vale fazer batota e utilizar a rede Wi-fi do restaurante.


Morada: Argoed Barns, Brecon, País de Gales LD3 0UF

Telefone: +44 7734 722719
Site: argoedbarns.co.uk

Tagish Wilderness Lodge, Yukon, Canadá

Há algo especial nas aventuras pelos territórios do norte do Canadá. É como se fosse uma busca pela liberdade, uma procura por paisagens intocadas, íngremes, quase inacessíveis. Uma tentativa de abraçar a solidão, a simplicidade e a aventura. O Yukon pode ter sido colocado no mapa após uma visita do Duque e da Duquesa de Cambridge, porém, 80% do território permanece selvagem e intacto. Isto significa que a maior parte do território ainda não foi infetado pela Internet. Aqui atividades não vão faltar. Chalés de luxo, como o Tagish Wilderness Lodge, são lugares privilegiados para ver as luzes do Norte. A uma curta distância há pequenas rotas com trenós puxados por cães, piscinas naturais de água quente e estradas icónicas, como a Dempster Highway da série Ice Road Truckers.

Dica: Muitos amantes do desporto fazem no verão uma excursão a Yukon. Se perguntar a um local, é provável responder que prefere os meses calmo do inverno. De novembro a março, o céu azul e um manto de neve tornam a paisagem hipnoticamente bela. É no inverno que arranca o calendário cultural, com destaque para o festival Winter Arts de Dawson City e o ciclismo, a caminhada e o caiaque dão lugar as desportos e atividades de neve.


Morada: Tagish Wilderness Lodge, 1004 Taku Arm, Tagish Lake, Tagish, YT Y0B 1T0, Canadá

Telefone: +1 867 332 2113
Site: tagishwildernesslodge.com

42 Acres, Somerset, Reino Unido

Ao fazerem check in no The Bridge, uma das várias experiências do 42 Acres, os hóspedes entregam de forma voluntária os telemóveis e os computadores portáteis. Com o passar das horas, a ansiedade de estar desligado, sem telemóvel, começa a diminuir e os hóspedes começam a relaxar e a acomodar-se no 42 Acres. O conceito do 42 Acres partiu da empreendedora Lara Tabatznik, de 34 anos, que identificou uma lacuna no mercado. Havia espaço no mercado para a criação de um retiro inteligente, contemporâneo e de luxo, que oferece diferentes experiências e atividades que abrangem o yoga, a meditação, a culinária, entre tantas outras. Todos os especialistas e retiros são minuciosamente selecionados para que os hóspedes confiem no programa. Para quem quer fazer um detox digital, o 42 Acres veio facilitar a desconexão.

Dica: Tire proveito de um dos maiores quartos da casa principal, pois o seu retiro sem telefone deve implicar grandes banhos e ler na cama.


Morada: 42 Acres, Witham Friary, Frome, Somerset, BA11 5HL
Website: 42acres.com

Deetjens Big Sur Inn, Califórnia

Entrar no Deetjen’s Big Sur Inn é quase como entrar na capa de um álbum de Crosby, Stills, Nash & Young dos anos 70. Dos hotéis lendários de Big Sur, Deetjen é o mais peculiar, acessível e charmoso. É com orgulho que Deetjen mantém um pé no passado. Sem sinal de Wi-fi ou de telefone, o ambiente histórico do hotel é capaz de fazer a sua magia para oferecer ao hóspede um verdadeiro esconderijo das armadilhas do século 21. Rodeado por sequóias, Big Sur e as cidades vizinhas Carmel e Monterey estarão sempre associados aos escritores John Steinbeck, Henry Miller e Robinson Jeffers. Big Sur, em particular, continua a ser o refúgio de músicos aposentados, artistas, escritores e excêntricos. Espere ser seduzido pelas galerias de arte peculiares da região, pelo movimento gastronómico pioneiro, pelas suntuosas acomodações no topo das árvores e pelas trilhas para caminhadas. Aproveite cada momento em que não pode pesquisar no Google, ver algo ou postar algo e deixe se levar pela energia criativa e pelo espírito de Big Sur.

Dica: O jantar é caro no restaurante do hotel, mas um pequeno almoço mexicano como huevos rancheros são 11 dólares.


Mercado: Deetjens, 48865 CA-1, Big Sur, CA 93920, USA
Telefone: +1 831 667 2377
Website: deetjens.com

Hoanib Skeleton Coast Camp, Palmwag, Namíbia

Algumas paisagens da Namíbia exigem a sua atenção total, e só a possibilidade de se distrair com o ecrã de um smartphone neste país parece quase um sacrilégio. É por isso que talvez faça sentido que muitos dos seus parques de campismo não estejam contaminados pelo Wi-Fi. O Hoanib Skeleton Coast Camp é um parque de campismo com tendas semi-futuristas que já conquistou vários prémios de design. O bom gosto e os interiores minimalitas dão ao campo um toque escandinavo. Este trecho desolado do litoral é assim chamado por causa dos inúmeros naufrágios e crânios de animais junto à costa. Os elefantes do vale do rio Hoanib - e na altura certa do ano, os raros leões do deserto - são a principal atração para os viajantes que gostam de um safari menos comum.  Não se surpreenda se a ordem das suas prioridades mudar e se o seu zen for restaurado. Aqui o ambiente consegue fazer magia num curto espaço de tempo. E, quando sair, ver elefantes a passear pelo parque vai lhe parecer normal. O que lhe vai soar estranho será o som de uma mensagem no WhatsApp.

Dica: Não deixe de fazer um voo panorâmico pela Skeleton Coast.


Morada: Hoanib Skeleton Coast Camp, Palmwag, Namíbia
Telefone: +27 11 257 5000
Website: wilderness-safaris.com

El Silencio Lodge, Costa Rica

Atravesse a ponte de corda até El Silencio e regresse à vida ao comando da natureza. Neste eco-lodge sustentável não há televisões, sinais de telefone ou Wi-Fi. Com 15 cabines de madeira, o El Silencio fica numa área de mais 200 mil hectares de selva costa-riquenha e as vistas, as caminhadas e os pontos de vida selvagem vão lhe proporcionar toda a inspiração e estímulo que poderia precisar. O El Silencio oferece uma vasta gama de atividades como degustação de café, aulas de culinária, caminhadas pelas trilhas na floresta, degustação de vinhos e visitas a cachoeiras e fontes termais. E quando sentir vontade de se refugiar em ambientes fechados, há uma biblioteca bem abastecida para mantê-lo entretido.

Dica: Deixe a maior parte dos seus produtos de higiene em casa. O El Silencio fornece a sua própria linha de shampoos e sabonetes biodegradáveis.


Morada: El Silencio Lodge, 708 Alajuela Province alajuela, Bajos del Toro, 20101, Costa Rica
Telefone: +506 2231 6122
Site: elsilenciolodge.com

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.