A cidade ganha vida com ruas cheias de referências culturais, ruínas romanas ou grandes monumentos, mesmo ao lado de ruas movimentadas com as melhores lojas de marcas de luxo.

Desfrutar Roma é explorá-la sem pressas, aproveitando cada minuto para beber desta atmosfera, onde o passado e o presente se encontram em perfeita harmonia. Delicie-se também com a gastronomia italiana, com as suas pastas e pizzas originais e não deixe de provar um saboroso ‘gelato’.

Sendo uma excelente cidade para conhecer a pé, coloque calçado confortável e siga as nossas sugestões imperdíveis.

Coliseu

Considerado o símbolo de Roma, é uma das primeiras imagens que nos vem à cabeça quando pensamos em Roma. É um dos principais cartões postais da cidade e recebe milhares de visitantes todos os meses. O maior coliseu já construído impressiona pela sua dimensão e beleza – tem 156 metros de largura e 57 metros de altura. Datado de 80 d.C., na era do imperador Tito, na Antiguidade era denominado Anfiteatro Flávio. Teria lugar para receber entre 50 a 80 mil pessoas.

Coliseu

Fórum Romano

Durante séculos o centro da vida pública romana, está localizado no centro de Roma. As majestosas ruínas irão levá-lo numa viagem no tempo, enquanto percorre as ruínas da via sacra, avista o Arco de Tito ou se maravilha com a Coluna de Trajano. Na época da sua construção, o fórum ficava no centro de Roma e era constituído por uma praça retangular rodeada por todos os edifícios públicos importantes.

Fórum Romano

Fontana di Trevi

É um dos locais mais emblemáticos da cidade. Cenário de vários filmes, pedidos de casamentos e desejos, será sempre o pano de fundo da icónica cena do filme La Dolce Vita, de 1960, no qual a atriz Anita Ekberg entra na fonte à noite no seu longo vestido preto. A beleza de cada detalhe arquitetónico (as suas esculturas em mármore representam Neptuno rodeado por tritões), torna-a inesquecível. Não esqueça de atirar uma moeda para a fonte mas de costas voltadas para ela. Diz a lenda que quem faz isso irá voltar à cidade.

Fontana di Trevi

Praça Navona

Uma das principais e mais bonitas praças da cidade. Demore-se num agradável passeio enquanto conhece as três fontes da praça. A Fontana dei Quattro Fiumi, a Fontana del Moro e a Fontana del Nettuno. Em comum: a beleza. Desenhada com forma oval, está rodeada de restaurantes típicos, gelaterias e lojas de lembranças.

Praça Navona

Praça e Basílica de São Pedro

São pontos de visita obrigatórios. A grandiosa Praça de São Pedro, em frente à Basílica é uma das mais movimentadas da cidade. Projetada no século XVII, o estilo clássico com influência barroca torna-a deslumbrante e prepara-o para o que se segue: a soberba Basílica de São Pedro. É um dos principais edifícios do catolicismo, mas é também uma das maiores obras arquitetónicas renascentistas com influência barroca. Esplendorosa, recebeu contribuições de artistas como Miguel Ângelo (um dos maiores representantes do Renascimento italiano) ou Rafael (mestre da pintura).

Praça e Basílica de São Pedro

Capela Sistina

Seja um apaixonado pelo mundo da arte ou mero curioso, não deixe de visitar a Capela Sistina. Situada na residência oficial do Papa, no Vaticano, é famosa pela arquitetura e pelos frescos pintados por Miguel Ângelo ou Botticelli. Magistral, não deixa ninguém indiferente.  Para a visitar é preciso passar primeiros por todos os museus do Vaticano, uma caminhada de cerca de duas horas repleta de obras dos mais renomados artistas italianos.

Capela Sistina

 

Galeria Nacional de Arte Moderna

Uma ode à arte. Assim se poderá descrever a Galeria Nacional de Arte Moderna de Roma. Obras de artistas como Cézanne, Monet, Van Gogh, Canova, entre outros, reunidos no mesmo espaço, para maravilhar quem se aproxima. Construída em 1883, conta mais de cinco mil peças, desde o período neoclássico até aos anos 60.

Galeria Nacional de Arte Moderna

E agora que já ficou com uma ideia daquilo que esperar nesta cidade fascinante, dê um salto ao site da TAP e confira os voos para Roma.

Roma desde 37€