Um roteiro de Amesterdão tem de incluir a passagem pelo Museumplein, ou seja, a Praça dos Museus. Um dos principais pontos turísticos da cidade, estão aqui alguns dos mais importantes espaços museológicos: o Museu van Gogh, o Museu Nacional e o Museu Stedelijk. O espaço foi criado para albergar a Exposição Mundial de 1883 e ganhou a sua atual designação dois anos depois aquando da abertura do Museu Nacional. Para além dos museus, o Museumplein tem uma rampa de skate, um parque infantil e ganha ainda mais magia durante o inverno com uma pista de patinagem no gelo.

Museu van Gogh

Pelos museus de Amesterdão
créditos: Jean Carlo Emer/Unsplash

Uma das atrações mais procuradas de Amesterdão, o museu é dedicado ao mestre do Impressionista, albergando a maior coleção das suas pinturas. Ao todo, pode ficar a conhecer duas centenas de pinturas originais e ainda 500 desenhos do artista holandês. Mas nem só de van Gogh vive o museu. Gauguin e Monet estão também representados. Para além da exposição permanente e de temporários, o espaço tem ainda atividades para crianças. Este é, certamente, um local a visitar com toda a família em Amesterdão, só que dada a afluência vale a pena adquirir os bilhetes com antecedência.

Rijksmuseum

Pelos museus de Amesterdão
créditos: Redcharlie/Unsplash

O Museu Nacional concorre com o Museu van Gogh no que toca a visitas, havendo mesmo quem o considere o melhor museu da Holanda. Ao todo, o espaço alberga mais de 80 galerias recheadas de obras-primas. Entre o acervo em exposição permanente encontram-se, por exemplo, a "Ronda Noturna" de Rembrandt e "A Leiteira" de Johannes Vermeer. Para além de uma vasta coleção de pinturas da idade de ouro neerlandesa, o museu destaca-se pela congénere de arte asiática.

Casa-Museu Rembrandt

Pelos museus de Amesterdão
créditos: bertknot

Depois de admirar a "Ronda Noturna" no Museu Nacional, sugerimos a visita à casa onde viveu e criou Rembrandt. Um dos pontos de paragem obrigatória para os amantes de arte, este edifício data de 1639, tendo o restauro recuperado o aspeto original, incluindo a mobília e outros objetos. Sabia que depois de ter adquirido esta casa, o pintor acabou por declarar falência e, em 1656, foi obrigado a leiloar todos os objetos de valor? Hoje é possível visitar toda a habitação, incluindo a cozinha, alguns quartos e ainda o ateliê. De destacar ainda a sala onde se encontram objetos usados como modelos por Rembrandt e os seus discípulos, como figuras de gesso e animais estranhos embalsamados.

Museu Stedelijk

Pelos museus de Amesterdão
créditos: Frans Ruiter/Unsplash

Os holandeses chamam-lhe ‘pequeno Stedelijk’, mas este é um dos mais inovadores e interessantes museus de arte moderna do mundo. Aqui podem ser apreciadas obras de nomes reconhecidos de movimentos como o Impressionismo, o Fovismo ou o Expressionismo. O espaço alberga ainda uma coleção única de Casimir Malevich, uma outra do movimento De Stikl e Cobra e ainda um soberbo acervo de fotografia dos Países Baixos. A decoração e o design estão também representados, sendo também de destacar trabalhos de Matisse, Picasso ou Andy Warhol.

Red Light Secrets

Pelos museus de Amesterdão
créditos: Jordan Merrick/Unsplash

O famoso Bairro Vermelho de Amesterdão tem, desde 2014, o primeiro Museu da Prostituição do mundo. Alojado num famoso bordel da cidade, o espaço aborda o mercado do sexo e a história da profissão através de diversos objetos, oferecendo um tour e até a possibilidade de o visitante se sentar atrás de uma das montras para sentir o que sentem as prostitutas observadas da rua.

Museu das Tulipas

Pelos museus de Amesterdão
créditos: Pascal van de Vendel/Unsplash

A flor nacional só podia ter direito a um museu. Neste espaço poderá conhecer a história da flor e do seu poder económico que atingiu o apogeu durante o século XVII. Criado por uma empresa de bolbos e situado no acolhedor bairro de Jordaan, o museu tem ainda uma loja onde estão disponíveis flores e bolbos de diversas cores.

The Upside Down Museum

Pelos museus de Amesterdão
créditos: the-upsidedown.com

Apresentam-se como a maior experiência interativa invertida do mundo. Com mais de 25 salas e instalações, este museu bem original oferece diversos cenários, como o jato privado ou a sala Mondriaan inspirada na obra do artista. Um spot absolutamente imperdível para quem quer fugir aos espaços museológicos tradicionais, que garante fotos repletas de cor e criatividade.

Amesterdão tem museus para todos os gostos. Dos mais clássicos aos mais excêntricos. Crie o seu roteiro e reserve já o seu voo para esta cidade onde a arte é rainha.

Amesterdão ida desde 59€