Reconhecido como Reserva da Biosfera pela Unesco e santuário de uma riquíssima fauna selvagem, o Pantanal é uma das maiores áreas húmidas do planeta, com uma extensão superior a 170.500 km2, segundo WWF.

O que é uma zona húmida?

As zonas húmidas são ecossistemas influenciados por inundações. Os rios da região alagam anualmente 80% do Pantanal. O processo começa em outubro com o início da estação chuvosa.

Este sistema cria uma enorme concentração de vida animal. Os peixes retidos em lagoas e áreas inundadas atraem uma grande variedade de pássaros.

Onde está localizado o Pantanal?

Aproximadamente 62% do Pantanal encontra-se na região centro-oeste do Brasil, nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Também estende-se pelo norte do Paraguai (20%) e leste da Bolívia (18%), onde é conhecido como Chaco.

Qual é a importância do Pantanal para o ambiente?

Segundo a organização WWF, o Pantanal abriga 656 espécies de aves, 159 de mamíferos, 325 espécies de peixes, 98 de répteis, 53 de anfíbios e mais de 3.500 plantas.

Muitas espécies ameaçadas em outras regiões do Brasil são encontrada em número considerável no Pantanal, como o pássaro símbolo da região, o tuiuiu.

Apesar da expansão da pecuária, praticada há mais de 200 anos na região, o Pantanal conserva mais de 85% da sua cobertura vegetal nativa, constituída principalmente por uma savana.

O Pantanal foi reconhecido, em 2000, como Reserva da Biosfera pela Unesco.

Conheça alguns animais do Pantanal

- Onça-pintada (Panthera onca): é o maior felino das Américas, em perigo de extinção. A onça-pintada do Pantanal chega a pesar 200 quilos, alimenta-se de 85 espécies deste ecossistema, onde há grande concentração destes felinos. Geralmente vive nas margens do rio Paraguai e é uma excelente nadadora.

- Sucuri-amarela (Eunectes notaeus): chega a medir 4,5 metros, alimenta-se de aves, peixes e pequenos mamíferos.

- Jaburu ou Tuiuiu (Jabiru mycteria): ave símbolo do Pantanal, com até 1,5 m de altura.

- Ariranha, (Pteronura brasiliensis): Pode chegar a pesar 30 quilos. Estima-se que o Pantanal concentre 10% da população total desta espécie presente na Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname e Venezuela.

- Pintado (pseudoplatystoma coruscans): De até um metro, é um dos peixes favoritos dos pescadores no Pantanal.

- Capivara (Hydrochoerus hydrochaeris): maior roedor do mundo, vive perto da água, principalmente em grupos.

- Jacaré-do-Pantanal (Caiman yacare): mede até 2,5 metros, alimenta-se de peixes, aves e pequenos mamíferos.

Qual é o interesse turístico do Pantanal?

O Pantanal é considerado um paraíso da pesca. Os favoritos são o pintado e o dourado.

A principal atividade económica é a pecuária. A segunda é a pesca, embora o governo esteja a aumentar as restrições.

Pouco a pouco, o turismo está a ganhar espaço, interessado na observação da fauna e das riquezas naturais.

Devido às suas características, o Pantanal atrai um enorme número de aves e animais, posicionando-se como o melhor local do Brasil para observar a vida selvagem, especialmente na estação seca, de julho a outubro, porque as espécies reúnem-se nas lagoas que se formam após as inundações.

Quais são as principais ameaças a este habitat?

O Pantanal é frágil porque depende de um ciclo hidrológico regular. Qualquer alteração, mesmo que a milhares de quilómetros dos rios que o alimentam, altera a sua biodiversidade.

As principais ameaças derivam da atividade humana: a expansão da agricultura em áreas próximas aos rios e o uso de pesticidas, agricultura e pecuária insustentáveis, a multiplicação de projetos de infraestruturas (hidroelétricas, vias navegáveis), desmatamento e incêndios.

Apenas 4,4% do Pantanal está protegido por algum tipo de unidade pública de conservação.

Fonte: AFP

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.