Se acha que está frio na sua cidade, então imagine os habitantes de Yakutsk, na Rússia, a cidade mais fria do planeta. Aqui, a temperatura mais baixa foi de -67.7° C, registada em 1933, e, durante o mês de janeiro, é normal o termómetro marcar -50° C.

O fotógrafo neozelandês Amos Chapple decidiu fazer uma viagem de dois dias a partir de Yakutsk até Oymyakon, vila vizinha, para captar impressionantes fotografias destes lugares gelados na Sibéria.

"Eu tinha vestido umas calças finas quando dei o meu primeiro passo no exterior, enfrentando 47° C negativos. Lembro-me de sentir que o frio estava fisicamente agarrado às minhas pernas. Ocasionalmente, a minha saliva congelava em forma de agulhas. rasgando os meus lábios ", disse o fotógrafo à weather.com.

O fotógrafo lembra que o mais difícil não foi propriamente o frio, mas a dificuldade em manter o foco da sua máquina fotográfica, cuja objetiva congelava constantemente.

Se ficaram interessados no trabalho de Amos Chapple então visitem o site do fotógrafo neozelandês.

*Artigo originalmente publicado a 6-01-2017

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.