Poderá já ter sonhado com Casablanca depois do ver o conhecido filme de Michael Curtiz com Humphrey Bogart e Ingrid Bergman, mas a atual cidade tem pouco que ver com o cenário mostrado em 1942.

Símbolo do modernismo, é atualmente o principal polo de negócios e indústrias criativas de Marrocos. Com uma influência clara do estilo francês, mistura o traço tradicional marroquino, transformando o centro da cidade num local ímpar.

Por ser uma cidade muito popular, atualmente é bastante fácil voar até Casablanca a partir dos principais aeroportos nacionais. A TAP tem voos a preços bastantes acessíveis, que permitirão colocar esta cidade no seu próximo mapa de férias.

Veja aqui as nossas sugestões para um roteiro inesquecível.

Mesquita Hassan II

É um dos principais cartões postais da cidade. Construída entre 1986 e 1993, tornou-se a mesquita mais alta com mundo. Localizada no Boulevard Sidi Mohammed Bem Abdallah, a luz emitida do minarete de 200 metros pode ser vista de vários pontos da cidade. Desenhada pelo arquitecto francês Michel Pinseau, além de servir como mesquita, acolhe ainda uma escola, salas de conferências, hammams e bibliotecas especializadas.

Mesquita Hassan II

Abderrahman Slaoui Foundation Museum

A antiga casa do empresário Abderrahman Slaoui acolhe este museu, gerido de forma privada. É conhecido por ter uma interessante coleção de arte marroquina, que inclui cerâmica, móveis, mas também joias berberes, que não deixa nenhum viajante indiferente. Destaque ainda para a bonita coleção de posteres de viagem orientais produzidos entre 1890 e 1950.

Museu

Old Medina

O antigo centro do século XIX é um dos locais mais emblemáticos da cidade. As ruas antigas e estreitas contribuem para criar uma atmosfera tradicional, apenas quebrada pelas lojas de roupa e lembranças. Ainda assim, é uma zona onde poderá encontrar cafés acolhedores.

Old Medina

Catedral Sagrado Coração

A antiga catedral católica foi construída em 1930 por Paul Tournon. Caracterizada pelo estilo neogótico, os pequenos detalhes da sua fachada são uma das imagens de marca, Deixou de funcionar como igreja em 1956, após a independência do país, sendo reconvertida num centro cultural.

Catedral Sagrado Coração

Mahkama du Pacha

Localizado entre o Palais Royal e o Souq de Habous, é uma pérola escondida na cidade. O discreto edifício esconde um interior magnifico, rico em detalhes. Construído nos anos 50, é caracterizado por tetos de madeira esculpida, com grades de ferro forjado e pequenos azulejos. Os pátios interiores e os mais de 60 quatros minuciosamente decorados tornam-no num local obrigatório. Tem o inconveniente de não ter um horário de funcionamento definido.

Mahkama du Pacha

Praça Mohamed V

Rodeada por importantes edifícios, é caracterizada pelas suas palmeiras e presença habitual de pombos. Com uma grande fonte ao centro, é muito movimentada, sendo local de passagem por ser o ponto central da cidade.

Praça Mohamed V

Morrocan Jewish Museum

O único museu dedicado aos judeus no mundo árabe abriu portas em 1997, num edifício datado de 1948, que funcionou como um orfanato. Fundado pelo antigo professor da Universidade de Rabat Simon Levy, conduz o visitante por uma viagem pelos 2000 anos de história dos judeus em Marrocos, nomeadamente em Casablanca. Com um catálogo que inclui roupas, ferramentas e objetos tradicionais, tem ainda frequentemente exposições temporárias de fotografias.

Museu
Madrid desde 40€