Casablanca pode não ser a mesma do filme romântico de 1946, mas tem tudo para agradar ao viajante mais exigente que está interessado em conhecer a verdadeira cultura marroquina.
Nesta cidade — onde mesquitas e medinas históricas dividem o espaço com boutiques sofisticadas, hotéis de luxo e casas de arquitetura francesa —, a influência das populações nativas, berberes e árabes continua a ser muito forte e é facilmente notada na saborosa e apimentada culinária local.

Se quer descobrir mais, aproveite os voos para Casablanca da TAP e deixe-se surpreender por esta fantástica cidade.

Veja aqui tudo o que não pode perder.

GASTRONOMIA

Não há melhor lugar para experimentar a comida marroquina do que em Casablanca — a maior cidade de Marrocos. Conhecida pelos seus temperos e ingredientes do mediterrâneo, esta adorada culinária é perfeita para quem gosta de sabores fortes.

La Corniche, a avenida à beira-mar da cidade, está cheia de esplanadas e cafés, salões elegantes e restaurantes.
Passe por lá e reserve uma mesa no Le Cabestan ou no Bleu — o restaurante do Four Seasons.

O Bleu tem vistas maravilhosas para o mar e um impressionante mural com milhares de conchas em cerâmica criado pelo estúdio de design canadiano Moss & Lam. O bar serve mocktails deliciosos com infusões de chá e toques teatrais.

Também próximo de La Corniche encontra o Le Relais de Paris, outro restaurante imperdível. Com sabores sedutores de origem francesa e um ambiente confortável, Le Relais de Paris mistura a  tradição com a elegância moderna para atrair os seus clientes.

O Al Mounia — um verdadeiro salão marroquino com um bonito jardim — é tido como um dos melhores restaurantes da cidade. Peça cuscuz e tajine poulet au citrone, não se vai arrepender!

Para um jantar romântico escolha o Le Rouget de L'Isle. Localizado numa vila antiga com um bonito jardim, serve um menu de pratos clássicos franceses que deixam qualquer um apaixonado. Já para um almoço ou brunch opte pelo La Sqala. Escondido nas paredes ocre de uma antiga fortaleza do século XVIII, este restaurante encantador oferece uma fuga à cidade movimentada. Com um interior rústico e um deslumbrante jardim cheio de flores, o La Sqala é um paraíso de tranquilidade. Na ementa encontra especialidades marroquinas como tagines, cuscuz, e chá de menta. Oferece ainda, três vezes por semana, entretenimento ao vivo.

Casablanca
créditos: PxHere

Jantar no Rick's Café, para qualquer turista que se preze, é obrigatório! Não só por causa da comida, mas também pela atmosfera sensual inspirada no bar que o icónico filme "Casablanca" tornou famoso. O Rick’s Café oferece também uma experiência gastronómica, em colaboração com o Four Seasons Hotel, chamada “Taste of Place” que inclui uma visita privada ao restaurante seguida por uma refeição de quatro pratos, acompanhada por vinhos que realçam os ingredientes locais.

Quem procura sabores árabes vai gostar do restaurante Dar Beida. Com dançarinas de dança do ventre e um menu de sabores regionais e tradicionais, o Dar Beida proporciona aos seus clientes uma experiência verdadeiramente cultural, ainda que claramente turística.

ARQUITETURA FASCINANTE

A cidade de Casablanca é especialmente conhecida pelos seus edifícios art déco e por outras estruturas do tempo colonial francês, mas existem mais pontos de interesse arquitetónico.

Destacam-se o Sqala — ruínas de uma antiga fortaleza, construída pelos portugueses — e e a deslumbrante Mesquita Hassan II, um dos pontos turísticos mais famosos de Casablanca. Construída nos anos 90 para comemorar o 60.º aniversário do rei de Marrocos, é considerada uma das mais bonitas mesquitas do mundo.

A Avenida Mohammed V, no coração da antiga Casablanca, recorda a influência francesa na cidade e é o lugar onde se encontram os melhores exemplos do design art déco: o Cinema Rialto, o edifico Wilaya e a Catedral de Sacre Coeur — uma catedral dessacralizada, construída nos anos 1930 e que agora apresenta concertos e exposições de arte.

Casablanca
créditos: The Travellight World

Merecem também uma visita a Villa des Arts — um edifício clássico em estilo art déco — ; o Twin Center  que, com as suas duas torres de 115 metros de altura, está entre as mais modernas obras de Casablanca e o Palácio Real. A residência oficial do rei não permite visitas, mas vale a pena parar para ver a entrada do palácio. O seu portão ornamentado oferece um vislumbre da grandiosidade que se esconde lá dentro.

Perto do Palácio Real encontra-se o Bairro Habous — uma das secções mais antigas de Casablanca. O bairro é famoso pela sua arquitetura de linhas tradicionais que fazem lembrar os bairros de Fez e Marraquexe e também pela venda de produtos tradicionais marroquinos como peças de couro, prata e cobre, produtos de madeira e tapetes feitos à mão.

Se quiser conhecer em primeira mão a cultura marroquina, não deixe de visitar este bairro e de fazer uma paragem no Mahkama du Pacha — edifício construído no início dos anos 1950, que é uma joia da arquitetura e artesanato locais.

Casablanca
créditos: The Travellight World

MUSEUS E GALERIAS DE ARTE

Muitas das villas históricas em estilo art déco de Casablanca foram restauradas e convertidas em museus e galerias de arte.

A Villa des Arts, por exemplo, apresenta exposições permanentes e temporárias de arte contemporânea e tem atualmente em destaque uma retrospetiva da obra de Najia Mehadji, pintora franco-marroquina de renome internacional.

O Museu da Fundação Abderrahman Slaoui — uma villa art déco dos anos 1940 e a antiga casa do empresário Slaoui — também foi transformada num museu e possui uma notável coleção de artes decorativas marroquinas, cerâmica, móveis, frascos de perfume, joias berberes e cartazes de viagem produzidos entre 1890 e 1950.

A merecer igualmente destaque no panorama das artes Marroquinas está La Fabrique Culturelle des Anciens Abattoirs de Casablanca — o edifício do antigo matadouro industrial da cidade, que agora funciona como centro para exposições de street art e recebe frequentemente eventos de dança e música urbana.

Para explorar a história de Marrocos, visite o Museu de Abdel Rahman El Sellawy e se tem curiosidade de saber mais sobre a vida dos judeus no Norte da África passe pelo Museu Judaico — o maior museu do género em todo o mundo árabe.

Ocupando uma superfície de mais de setecentos metros quadrados, o Museu Judaico exibe esculturas, retratos e fotografias.

YOGA

A prática de yoga cresceu significativamente nos últimos anos em Casablanca, e atualmente há inúmeros estúdios que oferecem diferentes experiências, retiros e workshops. É possível escolher entre retiros de yoga e surf ou outros que promovem a desintoxicação do corpo e da mente.
O Om Yoga Casablanca, localizado no coração da área de Anfa, a poucos passos do oceano, é um dos estúdios mais conhecidos e respeitados da cidade. Aqui pode reservar-se um retiro de yoga personalizado para qualquer nível de experiência com acesso ilimitado a aulas e estadia em hotel de luxo.

Casablanca
créditos: PxHere
Casablanca desde 72€