De acordo com o News 5 Cleveland, uma passageira da Frontier Airlines em Orlando, na Flórida,  tentou "contrabandear" um esquilo no seu voo, na noite de terça-feira.

Um porta-voz da Frontier disse à News 5 que a passageira referiu que levava um animal de apoio emocional, mas não disse que era um esquilo. A Frontier permite  animais de apoio emocional, mas não esquilos pois não permite roedores a bordo, conforme explicado na página de serviços especiais da transportadora.

Os únicos animais de estimação permitidos a bordo dos voos da Frontier são cães, gatos, coelhos, porquinhos-da-índia, hamsters ou pequenos pássaros domésticos. Por isso, apesar de ser bastante amiga dos animais em comparação com outras companhias aéreas, ainda não são permitidos esquilos.

Infelizmente, a mulher não foi tão cooperante como a tripulação de cabine esperava, quando pediram para desembarcar com o esquilo. Quando ela se recusou a deixar o seu lugar, a polícia de Orlando teve de ser chamada para acompanhá-la.

O voo acabou por se atrasar duas horas, no entanto, de acordo com a News 5, nem todos os passageiros estavam chateados com a situação, já que muitos fizeram piadas com o ocorrido.

Os animais de assistência emocional são animais utilizados no controlo de doenças psiquiátricas, fornecendo apoio ao seu detentor. Muitas companhias aéreas permitem que acompanhem o passageiro durante o voo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.