O brunch é um conceito que está na moda. Há vários sítios em Portugal que apresentam propostas para um pequeno-almoço tardio e reforçado, que pode saciar a fome e os desejos de quem quer uma refeição mais composta do que o pequeno-almoço e mas mais leve do que o almoço.

Regra geral, vamos ao brunch durante o fim de semana. Mas e se durante a semana pudéssemos saborear umas panquecas, uma french toast, uma taça de iogurte com granola, uma bruschetta ou uma salada? A ideia já andava a marinar há dois anos na cabeça de Ana Maio, a criadora da Miss Pavlova.

O conceito de "brunch all day" funciona muito bem lá fora. "Uma carta como se fosse de um restaurante mas é uma carta de brunch" que o cliente pode consultar e consumir durante todo o dia, explica Ana Maio, que acredita estar a preencher uma lacuna no Porto: o facto de muitas cozinhas só funcionarem das 12h às 15h.

"O brunch já não é o conceito de pequeno-almoço tardio, é o tipo de produtos que podem ser consumidos a qualquer hora, pode ser um pequeno-almoço, um almoço mais tardio, um lanche, um quase jantar, depende daquilo que apetecer. Aqui o cliente é que escolhe", sublinha a responsável pela Miss Pavlova. Ana Maio quer "democratizar" o brunch, tal como sente que fez há quatro anos com as pavlovas, quando criou um conceito que não existia em Portugal. "Ninguém sabia o que era a pavlova", lembra.

A Miss Pavlova ficou conhecida pelas suas irresistíveis pavlovas que ganharam mais notoriedade em 2015, quando o espaço abriu portas na Rua do Almada. Antes, desde 2013, a presença em feiras e eventos, bem como nas redes sociais, foi criando uma legião de fãs que se renderam a esta sobremesa, até então, pouco conhecida em Portugal. Para os que ainda não conhecem: um bolo a base de merengue, crocante por fora e macio por dentro, que pode surgir com variadas combinações de recheios e toppings, tendo este nome em homenagem à bailarina russa Anna Pavlova, embora seja uma sobremesa de origem neozelandesa ou australiana.

As pavlovas são, por isso, as rainhas da casa mas acompanham na perfeição a carta de brunch que está disponível desde o início de outubro. No Mr. Brunch encontramos uma seleção de produtos para refeições personalizadas, frescas e feitas na hora. Isso inclui torradas, bolos, iogurtes caseiros, smoothie bowls, panquecas, várias opções com ovos, bruschettas, saladas, sopa do dia e, é claro, uma bela fatia de pavlova.

Mr. Brunch na Miss Pavlova, no Porto
Pavlova Exótica, a mais vendida da Miss Pavlova créditos: Alice Barcellos

Conheça na galeria de fotos acima algumas das propostas do Mr. Brunch da Miss Pavlova. Se for ao fim de semana, conte com um espaço bastante concorrido. Por isso, a nossa dica é tirar um dia da semana (menos na segunda-feira que estão fechados) para saborear um brunch quando lhe apetecer.

Informações

Miss Pavalova

Rua do Almada 13, Porto

Telefone: +351 915 979 517

E-mail: info.misspavlova@gmail.com

Site: http://www.misspavlova.pt/

Horário: De terça à sábado: das 10h às 19h30. Domingos: das 13h às 19h

Texto: Alice Barcellos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.