Diz-se que tem origem árabe já que a palavra “alcomonia” em árabe significa “que tem a cor do cominho”, especiaria que inicialmente fazia parte da receita, mas que com o passar do tempo, deixou de fazer.

As alcomonias, tem como base o mel ou açúcar amarelo, o pinhão e a farinha. A sua receita é simples, porém pouco económica. Embora não tenha muitos ingredientes, ao preço a que está atualmente o pinhão, não se pode dizer que seja uma receita propriamente barata.

Veja como se faz:

INGREDIENTES:
2 kg de farinha de trigo torrada
2 kg de açúcar amarelo
Pinhões q.b.
1 l de água


PREPARAÇÃO:

A farinha é posta num tabuleiro e vai ao forno a torrar.

Coloca-se a água ao lume com o açúcar num tacho de cobre.
Quando estiver quase a ferver adiciona-se os pinhões e deixa-se ferver durante uns quinze minutos.
De seguida junta-se a farinha torrada, pouco a pouco, mexendo sempre com uma colher de pau.
Quando a massa atingir uma certa consistência, transfere-se para uma mesa, polvilhada de farinha, e estende-se com um rolo até atingir a espessura desejada.

Depois cortam-se as alcomonias à faca, em forma de pequenos losangos que secam ao ar antes de serem servidos.

Nota: Os rebuçados de pinhão e mel, chamados também de alcomonias, são de confeção semelhante, mas usam mel em vez do açúcar amarelo. e depois da massa pronta, usa-se uma colher para tirar bocadinhos, fazer rolinhos e passar pela farinha para depois, quando secos, enrolar em papéis coloridos.

Receita tirada do site pratos da região

Para inspiração e ideias para passeios, férias e fins de semana sigam as minhas stories no Instagram

Artigo originalmente publicado no blogue The Travellight World

O mundo inteiro no seu email!

Subscreva a newsletter do SAPO Viagens.

Viaje sem sair do lugar.

Ative as notificações do SAPO Viagens.

Todas as viagens, sem falhar uma estação.

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOviagens nas suas publicações.