Em causa está o Tijosa Eco House Camp, que irá ocupar uma área de 7.000 metros quadrados, terá 10 quartos em formato casa de campo e, além das estruturas típicas de um hotel rural, incluirá também uma "casa de barcos" no cais da Tijosa - que, segundo a autarquia, será requalificado pelo programa Polis Ria de Aveiro para poder recolher pequenas embarcações, canoas e aprestos náuticos.

"É mais um grande projeto no nosso território, vem reforçar a nossa atratividade e contribuirá para a dinamização do turismo e da economia local", declarou à Lusa o presidente da autarquia, Salvador Malheiro.

"A Ria de Aveiro é uma das nossas apostas e, como tem um potencial de excelência que urge ser aproveitado e usufruído, o Tijosa Eco House Camp vai seguramente contribuir para esse objetivo", acrescenta.

Segundo fonte da autarquia, o empreendimento em causa assenta num conceito de "sustentabilidade ecológica e promoção do património natural, paisagístico e cultural, apostando ainda no desporto, lazer e criatividade".

Tendo por base "a reconstrução de uma casa de campo em ruínas", o projeto é financiado a 74% por fundos comunitários do programa Portugal 2020 e entra em construção esta semana, devendo ficar concluído antes do verão de 2017.

A empreitada prevê que os quartos sejam construídos em palafita e "decorados por designers portugueses de renome", sendo que a estrutura incluirá também piscina, um restaurante com capacidade para 32 pessoas e uma sala para reuniões disponível a terceiros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Viagens. Semanalmente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.